Homem denuncia guarda que cobrou propina para liberar veículo; servidora é afastada

Vinícius Sacramento teve o carro rebocado por estacionamento indevido e, ao pedir informações à guarda presente, sofreu uma tentativa de extorsão

Por Natasha Amaral

Jornalista teve o carro rebocado
Jornalista teve o carro rebocado -
Rio - Um áudio que circula na Internet mostra uma guarda municipal pedindo R$ 500 de um motorista após o homem ter seu carro rebocado por estacionamento irregular na Avenida Manuel Caldeira de Alvarenga, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, na manhã deste domingo (01). No áudio, o jornalista Vinícius Sacramento, 32, conta que ao pedir informações sobre taxas e o destino do veículo, sofreu uma tentativa de extorsão da servidora, que cobrou o valor para liberar o carro de forma rápida e irregular.
"Eu deixei o carro lá, fiquei 10 minutos fora, e quando voltei ele não estava mais lá. Por coincidência vi o caminhão em uma rua paralela. Acenei para perguntar sobre as taxas e como proceder, já que o veículo está no nome da minha mãe. Ao ver meu celular na mão, a guarda achou que estivesse gravando e pediu para guardar o celular. Segui gravando apenas o áudio com o celular no bolso, com a parte do microfone para fora da calça. Depois, ela me passou os preços e me orientou como chegar ao depósito. Afirmou, também, que só a proprietária do veículo pode retirá-lo", conta Vinícius.
Segundo o jornalista, o motorista do reboque participou da abordagem e tentou persuadi-lo. "A guarda disse que não adiantaria ir ao posto sem minha mãe porque eu "perderia meu tempo e dinheiro" mas, se eu quisesse, ela poderia liberar do depósito. Ela me pediu o valor de R$ 500 e o motorista completou: "O valor é a mesma coisa que você teria que pagar pro depósito e fiança". 
"Eles queriam me cobrar R$ 500 porque supostamente o reboque sairia mais caro. Na verdade, foi R$ 188. A diária do depósito eles diziam que era R$ 98 e na verdade era R$ 76. Então, mesmo se eu tivesse aceitado, teria pagado muito mais caro do que legalmente eu paguei para retirar o carro. A multa por estacionamento foi R$ 200. Paguei legalmente", completou.
Na gravação (a partir de 2 minutos e 33 segundos), pode-se ouvir a servidora falando do valor para liberar o veículo. Confira o áudio: 
Caso repetido
Vinícius também contou que essa não foi a primeira vez que passa por uma tentativa de extorsão. "Quando eu tinha outro veículo, tinha acabado de sofrer uma enchente e fui fazer a vistoria. Não sabia que água no farol reprovava e, no loca, me cobraram R$ 50 reais. Na época, fiz a denúncia mas magicamente as imagens sumiram, a foto do responsável sumiu. Por isso que dessa vez também vou à delegacia registrar a ocorrência".
Procurada pelo DIA, a Guarda Municipal informou que a guarda municipal que atua no reboque já foi afastada e que abriu uma sindicância para tomar as medidas administrativas cabíveis. Veja a nota:
"A guarda municipal que atua no reboque já foi afastada. A Corregedoria da Guarda Municipal abriu sindicância e deu início às investigações para que a instituição possa tomar todas as medidas administrativas cabíveis após concluir o processo. A Guarda Municipal não compactua com desvios de conduta e destaca que essa não é uma prática comum entre os seus servidores. Todos os casos com indícios de práticas ilícitas são apurados e punidos dentro das normas da administração pública. Em 2019, a Guarda Municipal aplicou 115 sanções administrativas disciplinares e três servidores foram demitidos".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários