Governo amplia atividades que poderão passar por bloqueios entre a capital e a Região Metropolitana

No decreto, os serviços incluem bancários, funcionários da indústria metal-mecânica, cuidadores de idosos e operadores de telemarketing. Nesta segunda-feira (23), profissionais barrados em alguns pontos de bloqueios reclamaram da falta de informações

Por O Dia

Blitz da PM na Leopoldina
Blitz da PM na Leopoldina -
Rio - O governo do Rio ampliou, nesta terça-feira, a lista de atividades que poderão passar por bloqueios entre a capital e a Região Metropolitana. No decreto, os serviços incluem bancários, funcionários da indústria metal-mecânica, cuidadores de idosos e operadores de telemarketing. 
Com isso, novas categorias profissionais foram incluídas e podem embarcar nos transportes munidos de documento de identidade profissional, carteira de trabalho ou crachá funcional acompanhado de identidade oficial. Nesta segunda-feira (23), profissionais barrados em alguns pontos de bloqueios reclamaram da falta de informações. Confira a íntegra da lista de atividades consideradas essenciais:

. Servidores públicos em serviço, inclusive aqueles relacionados às forças armadas, bombeiro militar, e agentes de segurança pública;
. Profissionais do setor de saúde em geral, inclusive individuais que prestem serviços de atendimento domiciliar, excetuando-se os serviços de natureza estética;
. Profissionais do setor de comércio relacionados aos gêneros alimentícios, tais quais mercados, supermercados, armazéns, hortifrutis, padarias e congêneres, farmácias drogarias e pet shops, revendedores de água e gás;
. Profissionais do setor de serviços tais quais transporte e logística em geral, como transportadoras, portos e aeroportos, motoristas de transporte público, correios, e congêneres, serviços de entregas, distribuidoras, fornecimento de catering, bufê e outros serviços de comida preparada, asseio e conservação, manutenção predial, empregados em edifícios e condomínios, vigilância e segurança privada, lavanderias hospitalares, veterinárias, funerárias, imprensa, serviços de telecomunicação, postos de gasolina, bancário, internet, call center e serviços relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados (data center) para suporte de outras atividades previstas nesta Resolução;
. Profissionais do setor industrial que exerçam atividades nas indústrias de alimentos, bebidas, farmacêutica, material hospitalar, material médico, produtos de higiene, produtos de limpeza, ração animal, óleo e gás, serviços de apoio às operações offshore, refino, coleta de lixo, limpeza urbana e destinação de resíduos, distribuidoras de gás e energia elétrica e companhias de saneamento.
. Pacientes em tratamento de saúde, com um acompanhante, desde que munidos de atestado médico, agendamento ou outro documento comprobatório da condição médica; e profissionais cuidadores de idosos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários