Coronavírus: queda no estoque de bancos de sangue preocupa autoridades

Bancos de sangue e centros de transfusão do Rio implementam ações de prevenção para estimular doações e manter os estoques

Por O Dia

Não há risco de contrair o coronavírus pelo ato de doar sangue
Não há risco de contrair o coronavírus pelo ato de doar sangue -
Além da pandemia do novo coronavírus, um outro motivo de preocupação para as autoridades é a possível queda no estoque dos bancos de sangue. Devido às normativas de segurança implementadas pelo governo do estado do Rio de Janeiro para que a população se mantenha em isolamento social, os Centros de Transfusão de Sangue de Duque de Caxias, Mesquita e Niterói e o Banco de Sangue Serum, no município do Rio, montaram um esquema com medidas protetivas de higiene para incentivar doadores.

Ao chegar, o doador recebe uma máscara e, após a realização do cadastro e de uma triagem clínica, ocorrerá a doação. Antes de ser liberado, ele receberá algumas orientações importantes. O recomendado é que após o procedimento o doador não pratique exercício físico no dia e que continue ingerindo líquido. 

A diretora da instituição, Catarina Finkel, afirma que é importante manter os estoques de sangue para toda a população. “A consciência de todos é fundamental, principalmente em momentos como estes que vivemos. Os enfermos, por exemplo, continuam precisando de doações e estamos preparados para receber os doadores da melhor e mais adequada maneira possível”.
Rodrigo Moreira, líder de captação do Banco de Sangue Serum, enfatiza que "é preciso que as pessoas se lembrem o tempo todo que a doação de sangue é essencial à vida de inúmeros pacientes internados nos hospitais. As pessoas saudáveis devem sair de suas casas para esse gesto solidário, assim como fazem para ir à farmácia, ao mercado e outras atividades essenciais".

Passo a passo das medidas de segurança

1- Orientação dos doadores para a lavagem das mãos com água e sabão e higienização com álcool em gel;

2- Distribuição de máscara para os doadores e orientação quanto à sua utilização;

3- Restrição de aglomeração de pessoas na recepção, tendo as cadeiras bloqueadas com distanciamento adequado de uma para outra;

4- Higienização constante, dos assentos, corrimão, maçanetas e outros elementos físicos do local.

Condições para ser doador

Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente. É importante evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem à doação e 12 horas para o caso de bebidas alcoólicas. Se estiver com sintomas de gripe ou resfriado, ou tiver tomado vacina recentemente, não deve doar temporariamente.


Onde fazer a doação

- Clínica de Hemoterapia: Rua Almirante Teffé 594, Centro, Niterói.
Telefone: 2621-9100
Horário de funcionamento: 7h às 16h30.

- Centro de Transfusão Sanguínea (CTS): Rua Barão de Tefé, Lote 26 - Quadra 59, Jardim Vinte e Cinco de Agosto, Duque de Caxias.

- Centro de Transfusão de Nova Iguaçu/Nilópolis (CTN): Rua Cirílo 183, Juscelino, Mesquita, RJ
Horário de funcionamento: 7h30 às 12h.

Comentários