Covid-19: alerta em Caxias

Cidade registra 64% dos óbitos na Baixada. Nova Iguaçu é a terceira no estado em número de casos confirmados

Por RENAN SCHUINDT

O novo coronavírus já circula em todos os municípios da Baixada Fluminense. Juntas, as 13 cidades que formam a região têm 265 casos confirmados e 25 óbitos. Levantamento feito pelo O DIA, com base nos dados, atualizados ontem, pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que a situação é pior em Duque de Caxias, que registra 64% das mortes na região, com 16 óbitos. Já Nova Iguaçu tem o maior número de casos confirmados (73) e três mortes.

O total de infectados nas duas cidades corresponde a mais da metade de todos os casos de toda a Baixada Fluminense, o equivalente a 51%. Caxias também acumula a maior taxa de letalidade, com 25% de óbito. Já Nova Iguaçu aparece como terceira colocada no ranking estadual no número de casos. Só perde para o Rio (1.095) e Niterói (120).

Último município a aderir ao fechamento do comércio como medida de prevenção ao coronavírus, Caxias tem pelo menos 35 bairros afetados pela doença. Entre os óbitos, a faixa mais atingida está entre 50 e 59 anos, com 33% das mortes. Outro fator chama atenção: as mulheres são as principais vítimas fatais, com 73% das mortes.

Para tentar frear o número de casos, passaram a ser adotadas. Uma delas começa na próxima segunda-feira. Parceria entre a Prefeitura de Caxias e alunos do curso de Costura Industrial da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Fundec) vai produzir cerca de 5 mil máscaras. "O material usado será o TNT, em dupla face, com proteção mais eficaz. Temos muitas pessoas vulneráveis", esclarece Joilson Cardoso, presidente da Fundec.

Em Nova Iguaçu, o Centro é o mais afetado, com 12 caso. A faixa etária mais atingida é entre 50 e 59 anos, com 32%. Para tratar da Covid-19, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) vai criar 24 novos leitos, sendo 20 internos e 4 em contêineres no estacionamento. Outros 25 devem ficar prontos até a próxima semana e uma nova ala também será montada na emergência. "Enquanto aguardamos a construção do Hospital de Campanha, estamos nos preparando para atender a população no Hospital da Posse", disse o prefeito Rogério Lisboa.

Outros três municípios da Baixada começam a elevar o número de casos, mas sem mortes: Nilópolis (14), Magé (11) e Queimados (10). Já Seropédica e Itaguaí, registram 4 casos, cada. Guapimirim e Japeri, registram três casos. Paracambi é a única que até o momento só conta com um registro de Covid-19. Belford Roxo, tem 29 casos e três mortes; São João de Meriti, 28 registros e dois óbitos; e Mesquita, 23 ocorrências e uma morte.

Comentários