Falta de leitos na rede municipal

Por

Hospitais municipais de emergência da rede pública seguem com parte dos leitos sem funcionar. O Albert Schweitzer, em Realengo, tem 20 leitos de UTI fechados, e o Miguel Couto, no Leblon, outros 20 sem funcionamento. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, eles devem ser reabertos até o fim do mês.

Até agora, 514 pessoas estão hospitalizadas com suspeita ou confirmação de coronavírus na rede pública. O Hospital Ronaldo Gazolla, referência no tratamento da Covid-19, tem apenas um leito com respirador disponível dos 50 que possui.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro