Número de casos e óbitos dispara em Campo Grande

O bairro é o segundo com mais mortes no Rio e quarto em número de infectados

Por Gustavo Monteiro e Danillo Pedrosa

Drone falante da Seop durante sobrevoo em Campo Grande
Drone falante da Seop durante sobrevoo em Campo Grande -
Já passa de 138 o número de casos confirmados de covid-19 em Campo Grande, o que faz com que o bairro ocupe a quarta colocação no ranking dos mais atingidos pela pandemia, atrás apenas da Barra da Tijuca (241), Copacabana (212), Tijuca (162). Os números são do Painel Rio Covid-19, da prefeitura.
Já no que diz respeito ao número de mortes, o bairro mais populoso do Brasil, com mais de 300 mil habitantes, ocupa a segunda colocação (17), apenas dois casos a menos que Copacabana.
Segundo o painel, 152 dos 160 bairros têm casos confirmados da doença. Ao todo, o município contabiliza 4.027 ocorrências de covid-19 e 322 óbitos (em 110 bairros).
RECUPERADOS
A rede municipal tem 378 pacientes hospitalizados, sendo 106 deles em unidades de terapia intensiva. Na rede SUS — que já está com 90% dos leitos ocupados — são 1.230 hospitalizados, 277 em UTI.
O documento aponta também que 1.888 pessoas já estão recuperadas da covid-19. Ricardo Lopes, de 41 anos, morador de Campo Grande, está caminhando para isso. Ele começou a apresentar os primeiros sintomas na segunda-feira, quando procurou a UPA da Estrada do Mendanha e teve diagnóstico de infecção urinária, mas desconfiou e voltou à unidade no dia seguinte.
Ricardo apresentou sintomas e procurou uma UPA - ARQUIVO PESSOAL
"Não tive como fazer o teste mas, pelos sintomas, a médica deu o diagnóstico de coronavírus. Tinha umas 30 pessoas também com suspeita esperando para fazer os exames", disse Ricardo.
"A médica pediu exames de sangue, urina e raio-x e deu o diagnóstico de covid-19", contou o promotor de vendas, que precisou voltar ao hospital porque sentia falta de ar e tem feito nebulização em casa.

Galeria de Fotos

Drone falante da Seop durante sobrevoo em Campo Grande Marco Antônio Rezende/Prefeitura do Rio
Ricardo apresentou sintomas e procurou uma UPA ARQUIVO PESSOAL

Comentários