Coronavírus  - Reprodução
Coronavírus Reprodução
Por O Dia
Rio - A juíza Amália Regina Pinto, da 7ª Vara Cível de Duque de Caxias, determinou que o Estado do Rio e o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, coloquem em funcionamento 73 leitos até o dia 30 de maio e mais 91 até 15 de junho para atendimento dos doentes com a covid-19.
De acordo com a decisão, o estado e o município também deverão suprir eventual demanda de leitos hospitalares necessários durante este período de pandemia, mesmo depois da implantação do Hospital de Campanha pelo Estado do Rio de Janeiro.

A decisão atende ao pedido do Ministério Público, diante, segundo o pedido, do agravamento da contaminação da população pelo novo coronavírus em Duque de Caxias. Segundo o relato na ação, o município apresentava em 26 de abril, entre 2.780 a 3.336 infectados.
Publicidade
Com o quadro de propagação e o crescimento dos casos da covid-19, o MP alega que a estrutura hospitalar municipal será insuficiente, sendo essencial proteger o sistema público de saúde contra o colapso e fazer com que o mesmo esteja pronto para absorver o aumento de demanda gerado pelo novo coronavírus.

A juíza também deu prazo de cinco dias para que o Estado do Rio de Janeiro apresente um relatório das medidas já executadas e um cronograma final para inauguração dos novos leitos, conforme foi previsto no Plano estadual de Resposta de Emergência ao Coronavírus no Estado do Rio de Janeiro. 
Procurada, a Prefeitura de Duque de Caxias informou que ainda não foi notificada sobre a decisão. O Município disse só se manifestará após tomar conhecimento de todo o processo judicial. 
Publicidade
Caxias abre hospital com 128 leitos de CTI para pacientes com covid-19
Nesta segunda-feira, a Prefeitura de Duque de Caxias entregou o novo Hospital municipal São José para a população. A unidade de saúde, exclusiva para atender pacientes diagnosticados com o coronavírus, recebeu até o fim da manhã 18 pessoas com a doença. Todas transferidas do Hospital municipal Moacyr do Carmo.
Publicidade
O local conta com 128 leitos de CTI, todos com respiradores. Presente na inauguração, o prefeito Washington Reis afirmou que o investimento total para a reforma do espaço foi de R$ 43 milhões, oriundos de recursos e verbas dos governos municipal, estadual e federal, além de emendas parlamentares.