Governador vai ter que se explicar junto ao STJ

Falsas acusações estariam sendo produzidas por inimigos. 'Dias difíceis pela frente', disse Witzel

Por

Governador nega envolvimento
Governador nega envolvimento -

O chefe do executivo fluminense afirmou que vai prestar esclarecimentos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre supostas citações de seu nome na reabilitação de uma empresa suspeita de ligação com irregularidades, incluindo a prestação de serviços no combate à covid-19.

A investigação levou à prisão de 20 pessoas, acusadas de vantagens em contratos com a saúde, incluindo o empresário Mário Peixoto, que firmou contratos no valor de R$ 130 milhões para fornecer mão de obra de limpeza e motoristas. Ele seria ligado a uma empresa proibida pela justiça de prestar serviços por irregularidades em contratos. As citações ao governador, segundo o Ministério Público Federal (MPF), ocorreram na reabilitação dessa empresa, que tinha sido descredenciada.

Grampos telefônicos autorizados pela justiça, a pedido do MPF, revelaram uma conversa com supostas citações a Witzel poucos dias antes da reabilitação. Ele enviou aos seus secretários um comunicado dizendo que serão "dias difíceis pela frente", mas reforçou que não tem qualquer envolvimento com irregularidades ou favorecimento à empresa e que tudo será esclarecido.

Comentários