Todo dia é dia de sanduíche

Com carne de boi, de frango ou de porco, com vários tipos de pães, molhos e acompanhamentos, o lanche que já era um sucesso tem ficado ainda mais popular

Por Danillo Pedrosa

Após ficarem desempregados, João (e) e Everton decidiram investir no negócio
Após ficarem desempregados, João (e) e Everton decidiram investir no negócio -
Prepare-se para ficar com água na boca. Para ajudar a lidar com a monotonia do isolamento social, nada como uma saborosa guloseima para matar a fome. Mais cedo ou mais tarde, a quarentena vai acabar, mas o que veio para ficar foi o Selvagem's Steak House, no Anil, uma ideia antiga que Everton Sousa resolveu colocar em prática depois de ficar desempregado por causa da pandemia.

A vontade de Everton era compartilhar a sensação de uma das suas comidas preferidas: o sanduíche de carne assada. Junto com João Cano, que também perdeu o emprego recentemente, ele elaborou um cardápio que dialoga com o nome da lanchonete. Três sanduíches são fixos no menu: Urso Negro, de carne bovina; O Javali, de carne suína, e Gavião Real, de Frango. Todos preparados com carnes de primeira.

"Diferentemente dos sanduíches industrializados que encontramos na rede de fast food, nossos sanduíches contam com o diferencial de serem feitos com carne de verdade e preparados de forma artesanal. Usamos carne de primeira e as mais saborosas para o preparo deles", conta Everton. "Imprimi panfletos e distribuímos no condomínio e no bairro. Com 4 finais de semana, temos feito entregas no condomínio e no bairro; algumas vezes nos bairros vizinhos", explicou.

Já em Vargem Grande, o VG Burguer Beer precisou sair da zona de conforto para continuar atraindo a clientela. Por causa da quarentena, a lanchonete que está ativa há três anos começou a trabalhar com delivery para vender os suculento hambúrgueres artesanais, que levam nomes de ruas famosas do bairro.

"Fizemos um cursinho rápido na Internet e conseguimos pegar essa ideia desses nomes. São cinco sanduíches com os nomes das principais ruas de Vargem Grande", revela Keila Zanardi, que administra o estabelecimento com o marido Renato Machado.

Delivery em alta

Rio, 24/04/2020 - COVID 19 - CORONAVIRUS - ESPECIAL PARA O CADERNO ZONA OESTE, Quiosquedo Seu Vidal. Rio de Janeiro. Barra da Tijuca. zona oeste do Rio. coronavirusrio. Na foto . Foto: Ricardo Cassiano/Agencia O Dia - Ricardo Cassiano/Agencia O Dia
Única solução para os os restaurantes continuarem funcionando na quarentena, os pedidos por delivery dispararam. No quiosque Seu Vidal, na Barra da Tijuca, a demanda se multiplicou.
"O aumento foi gigante. Estamos fazendo em torno de quatro a cinco vezes mais pedidos que antes, mas também porque tivemos que investir muito mais nessa parte, que não era nosso foco no quiosque", afirma o gerente Rafa Di Melo.
Mesmo com a loja fechada, o cuidado com os clientes e os funcionários precisa ser redobrado na quarentena. Também é possível buscar o pedido no próprio quiosque, o que exige cautela ainda maior. Álcool em gel e máscaras são indispensáveis.
"Todos os funcionários estão obrigatoriamente usando máscaras e luvas. Higienizamos as embalagens e orientamos para que as pessoas joguem as sacolas fora em casa. Mesmo assim disponibilizamos álcool em gel para os clientes que preferirem retirar seus pedidos take away (ir até loja para buscar) e aos motoboys que vão retirar os pedidos".

Faturamento continua satisfatório

Keila e Renato comandam o VG Burguer Beer, em Vargem Grande - Divulgação
"Não tenho do que reclamar". Assim Keila resume o faturamento do VG Burguer Beer durante o período de isolamento social. O lucro, claro, está longe de se igualar à normalidade, mas não chega a ser desesperador para os donos da lanchonete.
"Claro que não é 100%, mas, como temos uma clientela bem bacana, a gente continuou vendendo. Caiu para uns 60% do que seria o lucro nessa época. Temos até clientes novos também, que estão conhecendo agora", explica Keila Zanardi.
Mas, para manter um faturamento satisfatório, foi necessário sair da zona de conforto. O estabelecimento, que foca principalmente na venda de cervejas e hambúrgueres, não tinha serviço de delivery. Na quarentena, foi necessário se adaptar rapidamente.
"Nunca trabalhamos com delivery, sempre foi a venda presencial. Na segunda semana de quarentena, já não podíamos mais abrir. Foi o tempo necessário para a gente se adaptar. Agora, estamos funcionando só com delivery e take away (quando o cliente busca na loja)", conta a empreendedora.

Atuantes nas redes sociais

Após ficarem desempregados, Everton e João decidiram criar o Selvagem's Steak Lunch - Lidiane Fernandes
Apenas no início do projeto, Everton Sousa e João Cano têm muitos planos para fazer a ideia render. Quando acabar o período de isolamento social, eles pretendem montar uma loja física. Por enquanto, os sanduíches são preparados em casa e entregues no Anil, Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Recreio. A maior dificuldade, por enquanto, é conseguir visibilidade.
As redes sociais do empreendimento já foram criadas, assim como o logotipo, com ajuda da ONG Voluntários Arco-Íris, dirigida pela empresa Penguin. Para encontrá-la no Instagram, basta procurar @selvagemssl, mas também dá para pedir um sanduíche pelo Ifood.
Já para encontrar VG Burguer Beer, que faz parte do Polo Gastronômico de Vargem Grande, a conta utilizada no Instagram é @vgbuguer. Para o Seu Vidal, a procure @seuvidalsanduicheria.

Comentários