Republicanos anuncia fim do apoio ao governador do Rio

Saída se deu após os últimos acontecimentos e fortes indícios de corrupção na Secretaria de Saúde do Estado

Por O Dia

 Governador Wilson Witzel no palacio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro
Governador Wilson Witzel no palacio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro -
Rio - Após a Operação Placebo, que investiga um esquema de desvio de verba para o combate ao coronavírus, ter sido deflagrada na última terça-feira, o partido Republicanos, sigla do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou a saída da base do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC).

Em nota oficial, o partido anunciou que mediante aos últimos acontecimentos e fortes indícios de corrupção na Secretaria de Saúde do Estado do Rio, o Republicanos anunciou a saída da base por decisão unânime. A decisão partiu de uma reunião entre a bancada estadual e o presidente estadual da sigla Luis Carlos Gomes.

Além disso, ficou determinado que o secretário de Trabalho e Renda do Rio, Jorge Gonçalves, apresentaria sua carta de renúncia ao governador do Rio.
"Desejamos que todas as irregularidades e desvio de recursos da saúde do Estado do Rio sejam esclarecidos. A corrupção já é abominável em qualquer circunstância, porém, mais terrível ainda em meio aos caos e sofrimento da pandemia, com milhares de registros de infectados e óbitos. Nosso maior compromisso é com a população", afirmou o presidente estadual, Luis Carlos.

Comentários