Prefeitura interdita bares e restaurantes com irregularidades na Zona Sul

Estabelecimentos autuados funcionavam com consumo no local, o que é proibido, gerando aglomeração

Por O Dia

Fiscalização de bares na Zona Sul
Fiscalização de bares na Zona Sul -
Rio - A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), interditou cinco bares e restaurantes e multou dois deles por descumprimento ao decreto municipal de combate à covid-19, durante ação conjunta do Disk Aglomeração nos bairros de Copacabana e Leblon, na Zona Sul. A operação aconteceu entre a noite desta sexta-feira (29) e a madrugada deste sábado. Os estabelecimentos autuados funcionavam com consumo no local, o que é proibido, gerando aglomeração. Quanto aos demais locais interditados, todos apresentavam irregularidades como falta de licença sanitária.
Durante a ação, os agentes encontraram 95% dos estabelecimentos fechados e 15 abertos em conformidade com o decreto municipal, porém 12 foram orientados quanto à adoção de medidas de prevenção. Participaram da força-tarefa agentes da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde; Coordenadoria de Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda; e Guarda Municipal.
Balanço
O Disk Aglomeração (com equipe base formada por guardas municipais, e policiais militares do Programa Rio+Seguro) atendeu 7.717 ocorrências, de 31 de março a 27 de maio. Bairros mais demandados: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.
O serviço de dispersão de pessoas funciona, principalmente, com base em chamados feitos à Central 1746. No planejamento operacional, a prioridade é para demandas como aglomerações em estabelecimentos comerciais essenciais e em áreas públicas de lazer.

Comentários