Prefeitura do Rio prorroga fechamento das escolas da capital até 3 de julho

Aulas na rede municipal de educação da cidade estão suspensas desde o início de março

Por O Dia

Escolas municipais estão fechadas desde meados de março
Escolas municipais estão fechadas desde meados de março -
Rio - O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) prorrogou até 3 de julho o fechamento das escolas da cidade. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Município, nesta terça-feira.
As aulas na rede municipal de educação do Rio estão suspensas desde o início de março, como uma das medidas para evitar a propagação do novo coronavírus (covid-19).
O plano de reabertura do comércio da cidade, que começou a valer ontem, prevê a volta das aulas nas unidades de educação da capital a partir da terceira fase. De acordo com o projeto, inicialmente vão funcionar as seguintes unidades:
. Creches municipais para crianças a partir de 2 anos, mediante à comprovação de que os pais estejam trabalhando
. Escolas municipais e privadas para as turmas de 5º a 9º anos
Nesta fase, todas as unidades precisam funcionar em sistema de rodízio, sem a aglomeração de pessoas.
A fase 4 (segunda quinzena de julho) estende o funcionamento para:
. Pré-escolas municipais e privadas
. Escolas municipais e privadas para as turmas de 1º, 2º, 5º a 9º anos do Ensino Fundamental, 3º ano do Ensino Médio e pré- vestibular
Já a fase 5 (primeira quinzena de agosto) prevê a reabertura de:
. Escolas municipais e privadas para as turmas de 1º, 2º, 3º, 4º, 5º a 9º anos
A última fase, 6 (segunda quinzena de agosto), libera o funcionamento de:
. Creches, pré-escolas, escolas municipais e privadas (ensinos Fundamental e Médio)
. Universidades e faculdades, em sistema de rodízio, juntamente com o EAD
. Cursos e atividades extra curriculares e complementares (por exemplo: idiomas, música, dança)

Comentários