Polícia estoura central clandestina de distribuição de TV a cabo no Estácio

Cerca de R$800 mil em equipamentos foram apreendidos

Por O Dia

Central de distribuição atendia comunidades do Comando Vermelho
Central de distribuição atendia comunidades do Comando Vermelho -
Rio - Agentes da 38ªDP (Brás de Pina) investigam a ligação de uma central clandestina de distribuição de sinal de TV a cabo com o tráfico de drogas. O local foi encontrado nesta terça-feira, após a prisão de cinco homens que roubavam a fiação de um poste. Ao serem levados para a delegacia, os homens confessaram fazer parte do esquema e apontaram o endereço do imóvel utilizado para realizar a distribuição do sinal para as casas dentro das comunidades. O material apreendido no local teria uma estimativa de R$800 mil.
Os acusados foram identificados como Leandro do Amaral Esposito, de 22 anos, Edmo Francisco Pereira da Silva, de 33, Marcelo Eduardo Sant'Anna de Oliveira de 23, Rafael de Assis Silveira,de 37 anos e Washington Barcellos dos Santos de 33.
De acordo com a ocorrência da Polícia Militar, uma equipe do 16ºBPM (Olaria) fazia uma ronda em Brás de Pina na busca de um grupo suspeito que fazia manutenção em um poste. Ao fazer a abordagem, foi constatado que eles não tinham ordens de serviço ou as autorizações para uso de poste de iluminação pública. Todos foram conduzidos para a 38ªDP (Brás de Pina). Na unidade, os acusados indicaram que a base central da empresa seria no bairro do Estácio, na Região Central do Rio, e os agentes foram até o local.
No endereço, localizado na Rua Piricumã, no Estácio, foi identificada uma central clandestina de TV com materiais de empresas de telefonia que não podem ser comercializados. O sinal era distribuído para diversas comunidades dominadas pelo Comando Vermelho o que gerava um faturamento mensal em torno de R$ 2 milhões. O sinal era distribuído para as seguintes localidades:
Complexo do Alemão
Complexo da Penha
Complexo do Lins
Comunidade da Casa Blanca
Álvaro Ramos
Comunidade Morro Azul
Ilha do Governador
Morro do Zinco
Morro da Mineira
Morro do Pavão/Pavãozinho/Cantagalo
Morro Dona Marta.

Material apreendido:

50 repetidores de sinal
25 km de fio de fibra óptica
18 caixas de avançadores de sinal com logomarca da OI, VIVO E TIM
6 torres de ferro, com gavetas para os repetidores


Comentários