Grupo invade alas de pacientes com covid-19 e causa tumulto no Hospital Ronaldo Gazolla

A mulher era parente dos envolvidos no tumulto, segundo a prefeitura

Por O Dia

Familiares de vítima da covid-19 invadiram hospital e quebraram placas de sinalização
Familiares de vítima da covid-19 invadiram hospital e quebraram placas de sinalização -
Rio - Um grupo causou tumulto no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, referência no tratamento da covid-19 no Rio na manhã desta sexta-feira. Segundo relatos, a confusão foi causada por cinco pessoas de uma mesma família depois da morte de uma mulher de 56 anos, vítima de coronavírus, no local.
Segundo a prefeitura, a mulher era parente dos envolvidos no tumulto, e o grupo quebrou placas de sinalização e causou danos ao hospital. Guardas municipais, vigilantes e outros funcionários da unidade ajudaram a contornar a situação. Uma mulher envolvida no tumulto precisou ser medicada para se acalmar. A prefeitura informou que ninguém morreu durante o tumulto.
Em nota, a Guarda Municipal informou que "agentes foram acionados pelos médicos de plantão para conter familiares, em especial uma filha, desesperados com a notícia do falecimento de parente. Os agentes conseguiram conter o grupo — e notadamente a filha, muito sentida pela morte da mãe —, e mantiveram a ordem no interior do hospital". 

Comentários