Pré-candidata pelo PSOL, Renata Souza afirma que prefeitura precisa contar com 'protagonismo do povo preto'

'Temos respostas para os grandes dramas da população do Rio', afirma a deputada estadual 

Por Yuri Eiras

Renata Souza foi eleita deputada estadual em 2018
Renata Souza foi eleita deputada estadual em 2018 -
Rio - Na semana em que PDT, Rede e PSB decidiram formar chapa única para concorrer às eleições municipais do Rio, a deputada estadual Renata Souza, do PSOL, anunciou sua pré-candidatura para o pleito, aumentando as opções da esquerda carioca. Renata tem o apoio interno do deputado federal Marcelo Freixo, principal quadro do partido, que desistiu da candidatura em maio. Ao DIA, a deputada afirmou que defende um programa "antirracista e antifascista", e que o município "precisa contar com o protagonismo do povo preto".
Nascida na Favela da Maré, Renata Souza foi eleita deputada estadual em 2018 no 'efeito Marielle', que elegeu outras candidaturas baseadas no legado político da ex-vereadora. Renata, amiga de Marielle, diz não temer represálias ou ameaças caso confirme a candidatura. "Desde que me candidatei para deputada estadual, após o feminicídio político da vereadora Marielle Franco, tenho sido alvo de violência política cotidianamente. O Estado Democrático de Direito precisa estar atento a isso. Mas, de fato, não abrirei mão do nosso projeto coletivo que é antirracista e antifascista".
A pré-candidata tem a agenda parlamentar voltada para o combate à violência policial e à garantia de direitos população negra, pautas que terão protagonismo no seu programa. "O Rio não merece estar entre mais dos mesmos, representado pelo Paes e toda a sua relação com Cabral e Pezão, e o fanatismo de Crivella. Minha candidatura expressa a real necessidade de mudança social a partir da representação das mulheres, negras e negros, que são maioria na sociedade, mas sempre foram alijados da política, dos espaços de poder e de decisão. Vai ser lindo ver os cariocas se reencantando com a política".
Renata Souza - DIVULGAÇÃO/RENATA SOUZA
'Disputa real está nas ruas'
Os partidos de esquerda debatem desde o início do ano a formação de chapas unificadas no Rio. PT e PSOL conversaram, mas não avançaram. Os petistas têm a deputada federal Benedita da Silva como pré-candidata. Na última semana, PDT, Rede e PSB divulgaram que a pré-candidatura da deputada estadual Martha Rocha (PDT) será em conjunto com Eduardo Bandeira de Mello (Rede). O novelo se estende o próprio PSOL: o vereador Renato Cinco também se anunciou pré-candidato, apesar de Renata Souza ser o nome preferido internamente.
"O meu nome traz uma unidade importante para dentro do PSOL, que reverbera de maneira interessante para as discussões entre os partidos. As instâncias do PSOL vão decidir e tenho muito respeito e confiança no partido que milito há 14 anos. Mas a disputa real está nas ruas".

Galeria de Fotos

Renata Souza foi eleita deputada estadual em 2018 DIVULGAÇÃO/FLICKR RENATA SOUZA
Renata Souza DIVULGAÇÃO/RENATA SOUZA

Comentários