Evento online aproveita quarentena para incentivar consumo consciente

Bazar virtual vai vender peças usadas a preços baixos e produtos novos, de coleções passadas, em promoções

Por O Dia

Marina Carneiro, sócia do clube de marcas Retoke e idealizadora da feira virtual Bazzar
Marina Carneiro, sócia do clube de marcas Retoke e idealizadora da feira virtual Bazzar -
O clube de marcas Retoke está organizando uma feira online, que acontecerá no próximo fim de semana, nos dias 4 e 5, pelo Instagram (no perfil @retoke). Com o tema 'Desapego, moda sustentável e economia circular', o evento quer aproveitando a onda de reorganização doméstica por conta da quarentena para estimular um consumo mais consciente.
Segundo Marina Carneiro, sócia da Retoke e idealizadora do evento, os consumidores terão acesso a um verdadeiro brechó virtual, com peças usadas a preços reduzidos, além de produtos novos, de coleções passadas, em promoção.
"As perguntas que ficam são: 'Eu consumo, mesmo, tudo o que preciso?, 'Produzo o que é realmente necessário?'. Quando marcas e clientes tiverem o mesmo propósito, certamente iremos caminhar todos para o mesmo lugar. E nada melhor do que um bazar para simbolizar esse 'bota fora' de hábitos. Desapegar do que não se usa e liquidar coleções passadas, sempre com o objetivo de dar início a um novo ciclo", explicou Marina.
Os donos das peças que serão 'desapegadas' terão espaço no site da Retoke (www.retoke.com.br) para fazer as vendas com toda segurança. Os produtos serão expostos em vídeos publicados no Instagram, durante o fim de semana da feira. Haverá também lives que vão abordar a importância do consumo consciente, da reutilização e da sustentabilidade.
Os interessados em desapegar podem procurar a Retoke, pelo perfil do grupo no Instagram. Mas é preciso ter ou criar uma conta no PagSeguro.
Limpa no armário
A professora Paula Pereira Soares, de 44 anos, resolveu fazer uma limpa no armário nesta quarentena. Vai passar para frente várias peças que não usa mais, como vestidos e blusas curtas, que já não fazem mais parte do seu look.
"Se teve algo pra aproveitar nesta pandemia foi a oportunidade de aprender a pensar no coletivo. O bazar do desapego é isso, também. Revirando o armário, pensei há quanto tempo devia ter feito aquilo. Refleti que, como outras pessoas, também preciso de coisas a um preço mais acessível. Quando esse movimento acontece, todo mundo se dá bem! Acho que o bazar tem essa pegada de todo mundo se ajudar", afirmou Paula.
Como nas edições anteriores, a feira não terá só moda. Estarão presentes empreendedores das áreas de beleza, decoração, acessórios e gastronomia do Rio e de Niterói. Para reduzir os estoques acumulados durante a quarentena, os empreendedores vão oferecer combos e liquidações exclusivas para o evento.
"Sustentabilidade, para nós, vai além de um conceito ou uma tendência, é um estilo de vida. Nós sempre tivemos muita preocupação com a questão do reaproveitamento, do desperdício, da nossa conexão com o meio ambiente e da responsabilidade com a sociedade. Estar numa feira com esse tema nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo", afirmou Patrícia Gravina Garcia Serra, sócia da BeBird, que terá peças com até 70% de desconto durante o bazar.

Galeria de Fotos

Marina Carneiro, sócia do clube de marcas Retoke e idealizadora da feira virtual Bazzar Divulgação
Brechó online da Retoke quer incentivar consumo consciente com a venda de produtos doados durante a quarentena Pixabay
Brechó online da Retoke quer incentivar consumo consciente com a venda de produtos doados durante a quarentena Pixabay

Comentários