Mulher de Queiroz coloca tornozeleira eletrônica na central de monitoramento no Rio

Márcia Aguiar é acusada de tentar obstruir as investigações sobre a "rachadinha" no gabinete do senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro

Por O Dia

Márcia Oliveira de Aguiar, foragida, está sendo investigada junto com o marido Fabrício Queiroz
Márcia Oliveira de Aguiar, foragida, está sendo investigada junto com o marido Fabrício Queiroz -
Rio - Márcia Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, se apresentou por volta das 10h, nesta sexta-feira, à Central de Monitoramento do Estado do Rio após intimação da Justiça. Ela chegou ao local em um carro, acompanhada de um advogado e colocou uma tornozeleira eletrônica para cumprir prisão domiciliar junto com o marido. As informações são do jornal da GloboNews, da TV Globo.
Na porta do local havia uma fila de pessoas que esperavam para colocação da tornozeleira e Márcia deu entrada na central, sem precisar aguardar. 
Márcia Aguiar foi procurada em vários endereços no Rio e Minas - Arquivo Pessoal
Queiroz deixou a cadeia na última sexta-feira, com a tornozeleira inserida. Ela era considerada foragida e foi direto para casa após a decisão favorável ao casal no Superior Tribunal de Justiça. 
Assim como Queiroz, Márcia é acusada de tentar obstruir as investigações sobre a "rachadinha" no gabinete do senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro. Em mensagens apreendidas pelo Ministério Público, ela assumia que poderia fugir caso tivesse prisão decretada.

Galeria de Fotos

Márcia Oliveira de Aguiar, foragida, está sendo investigada junto com o marido Fabrício Queiroz Arquivo Pessoal
Márcia Aguiar foi procurada em vários endereços no Rio e Minas Arquivo Pessoal

Comentários