Polícia prende foragidos que se beneficiaram de auxílio emergencial do Governo Federal

Ao todo, 21 pessoas foram presas pelos crimes de roubo, estupro, tráfico de drogas, furtos, entre outros.

Por O Dia

Rio - Policiais do Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI), com apoio da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) e Controladoria Geral da União (CGU), deflagraram nesta sexta-feira a Operação LockDown. O objetivo da ação é cumprir mandados de prisão contra foragidos da Justiça que estão recebendo auxílio emergencial em razão da pandemia de covid-19. Ao todo, 21 pessoas foram presas pelos crimes de roubo, estupro, tráfico de drogas, furtos, entre outros.
A operação aconteceu nos municípios de Cabo Frio, Itaboraí, Maricá, Petrópolis, Teresópolis, Três Rios, Araruama, Macaé, Armação de Búzios, Campos e Guarus.
A polícia chegou até os criminosos porque conseguiu identificar, entre os beneficiários que se cadastraram no programa, pessoas que tinham contra si mandados de prisão pendentes. Foi determinado, então, pela Subsecretaria de Planejamento e Integração Operacional (SSPIO) que as delegacias realizassem pesquisas para localizar tais beneficiados.
Os delegados farão um ofício comunicando a ação e o número de presos à Polícia Federal, tendo em vista a atribuição na apuração do fato. Operações semelhantes serão desenvolvidas em vários dias em diversos municípios do estado visando prender pessoas com mandados de prisão pendentes.

Comentários