Polícia prende oito em ação para desarticular braço financeiro da milícia de Ecko em Guaratiba

Segundo a especializada, o grupo controlado pelo miliciano realizava ligações clandestinas de serviços públicos em residências e comércios e obrigava moradores e comerciantes a pagar taxa mensal pelo 'serviço'

Por O Dia

Polícia Civil prende 8 pessoas em ação para desarticular braço financeiro de Ecko
Polícia Civil prende 8 pessoas em ação para desarticular braço financeiro de Ecko -
Rio - Oito pessoas foram presas em flagrante, nesta sexta-feira, em operação para desarticular o braço financeiro da milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, que atua em Guaratiba, Zona Oeste do Rio, que controla ligações clandestinas de energia elétrica, água e TV a cabo. 

Galeria de Fotos

Polícia Civil prende 8 pessoas em ação para desarticular braço financeiro de Ecko Divulgação / Polícia Civil
Polícia Civil prende 8 pessoas em ação para desarticular braço financeiro de Ecko Divulgação / Polícia Civil
Com essa ação, a policia estima que a  que a milícia da região tenha sofrido um perda mensal de cerca de R$ 250 mil em seu faturamento, além do prejuízo de R$ 180 mil apenas com apreensões de produtos de crime.

De acordo com as investigações da especializada, o grupo liderado pelo miliciano Ecko realizava ligações clandestinas de serviços públicos em residências e comércios, e obrigavam moradores e comerciantes a pagar uma taxa mensal por esse "serviço". Os agentes também verificaram que a milícia local ameaçava os técnicos e funcionários das concessionárias que entrassem na região controlada, impedindo ações e cortes de serviços.
Segundo a Polícia Civil, durante a operação, os policiais estouraram dois pontos de fornecimento de TV a cabo e Internet, o que resultou na apreensão de cabos e baterias de concessionárias de serviço público utilizadas para distribuição clandestina de sinal.

A ação foi feita por agentes Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) e contou com o apoio operacional da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), equipe técnica do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), além de equipes das concessionárias Light e Zona Oeste Mais.
Na quinta-feira, dois integrantes da milícia de Ecko foram presos em São João de Meriti. Agentes da Delegacia Especializada em Armas, Munição e Explosivos (Desarme) prenderam os milicianos Alex Barbosa Lisboa e Vinícius Silva dos Santos, no momento em que faziam cobranças nos comércios no bairro Parque Araruama, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. 

Comentários