Caminhoneiro é agredido por policiais - Reprodução / Redes Sociais
Caminhoneiro é agredido por policiaisReprodução / Redes Sociais
Por O Dia
Rio - A Polícia Civil indiciou, nesta quinta-feira, dois policiais militares envolvidos na agressão a um caminhoneiro em Itaocara, no Noroeste Fluminense, no início do mês. Um vídeo, que circulou nas redes sociais, mostrou a série de agressões que o homem sofreu. Os agentes vão responder por lesão corporal leve e violência arbitrária.
Publicidade
Segundo o morador de Campos dos Goytacazes, as agressões aconteceram logo após ele desviar de uma irregularidade na estrada, passando para a outra pista, quando seguia em direção à Euclidelândia, distrito de Cantagalo. O caminhoneiro contou que parou o caminhão quando avistou uma viatura da PM e acabou levando chutes, socos, tapas, além de uma coronhada. Ainda segundo ele, a violência física partiu apenas dos dois homens que saíram do carro de passeio afirmando ser policiais. Ele contou que, foi puxado para fora do veículo e recebeu socos e tapas dos dois homens.
De acordo com informações da 135ª DP (Itaocara), os policiais militares foram indiciados por lesão corporal leve e violência arbitrária. Além disso, a Polícia Civil representou por medidas cautelares para que os PMs não tenham contato com a vítima e seus familiares, além de uma testemunha. Uma cópia do relatório foi enviada à 6ª DPJM para que possa apurar e responsabilizar um policial militar que estava de serviço no dia da ação e nada fez para impedi-la.
Publicidade
Em nota, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que os policiais seguem afastados das ruas e trabalhando internamente no batalhão. "Um procedimento apuratório interno foi instaurado para avaliar as circunstâncias do fato. Sobre a decisão de outras esferas, o setor correicional da Corporação aguarda comunicação formal para tomada das providências cabíveis".