Polícia prende integrante da Liga da Justiça em casa, em Guaratiba

Ruan Carlos de Lima Camillo, o ‘Magneto’, é acusado de exercer a cobrança de extorsões no bairro de Guaratiba e também é responsável pela atuação da organização criminosa no Conjunto Gouveia, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio

Por O Dia

Acusado de integrar milícia do Ecko, Magneto é preso nesta segunda-feira
Acusado de integrar milícia do Ecko, Magneto é preso nesta segunda-feira -
Rio - Policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) prenderam nesta segunda-feira um homem foragido da Justiça que seria integrante da organização criminosa 'Liga da Justiça', milícia liderada por Wellignton da Silva Braga, o Ecko.

Galeria de Fotos

Ruan Carlos de Lima Camillo, o Magneto, foi capturado em sua casa, em Guaratiba. Ao ser abordado ele tentou fugir pelos fundos do imóvel pulando muros Reprodução
Acusado de integrar milícia do Ecko, Magneto é preso nesta segunda-feira Reprodução
Ecko é apontado como o líder da maior milícia do Rio e há uma recompensa de R$ 10 mil por sua captura Divulgação / Disque Denúncia
Ruan Carlos de Lima Camillo, o ‘Magneto’, é acusado de exercer a cobrança de extorsões no bairro de Guaratiba e também é responsável pela atuação da organização criminosa no Conjunto Gouveia, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio. O homem foi preso em casa, em Guaratiba.
Ao ser abordado, 'Magneto' tentou fugir pelos fundos do imóvel pulando muros mas foi capturado por agentes da Core. Com o acusado foi apreendido um veículo VW Amarok pertencente ao miliciano.

A ação que culminou na prisão do miliciano foi desencadeada após trabalho de inteligência realizado pelo Departamento Geral de Polícia da Capital que acionou a Core em apoio.

Comentários