Sumiço ou redução de frota das cerca de 128 linhas de ônibus dentro da capital fluminense prejudicam usuários - Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Sumiço ou redução de frota das cerca de 128 linhas de ônibus dentro da capital fluminense prejudicam usuáriosReginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Por O Dia
Rio - A Prefeitura do Rio resolveu criar, partir desta terça-feira, uma comissão no âmbito da Secretaria Municipal de Transportes para readequação emergencial de linhas de ônibus na Cidade do Rio de Janeiro. A resolução foi publicada no Diário Oficial do Município.
O sumiço ou redução de frota das cerca de 128 linhas de ônibus dentro da capital fluminense aumentou a procura por transportes alternativos, como as vans. De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, em pouco mais de um mês, o canal direto da pasta com a população recebeu reclamação contra pelo menos 128 linhas, por inoperância e frotas reduzidas. O número de serviços denunciados corresponde a 18% do total de linhas cadastradas na secretaria. A Rio Ônibus justifica que "a eventual interrupção de linhas é consequência da crise econômico-financeira do setor".
Publicidade
A comissão deverá realizar um levantamento, com avaliação e a proposição de medidas de readequação das linhas de ônibus, possibilitando alterações na rede municipal de transporte de passageiros, a fim de adequar, em caráter emergencial e temporário sua operação à atual conjuntura, de pandemia, contemplando as necessidades dos usuários, da Prefeitura e das empresas.
O comitê deverá apresentar em 30 dias ao Secretário Municipal de Transportes um relatório conclusivo dos trabalhos, com todas as propostas técnicas de alteração de linhas e serviços, devidamente estruturado para avaliação superior e implementação. Semanalmente, um relatório parcial deverá ser apresentado.
Publicidade
A comissão deverá ser composta pelos seguintes membros:
I - Subsecretário de Transportes;
Publicidade
II - Coordenador de Planejamento;
III - Coordenador de Gestão da Operação;
Publicidade
IV - Coordenador de Rede de BRT;
V - Coordenador de Gestão e Monitoramento;
Publicidade
VI - Coordenador de Fiscalização e Licenciamento 
Segundo o texto publicado no Diário Oficial, o Comitê Executivo poderá convidar a qualquer tempo, outros setores do órgão, além de especialistas da sociedade civil organizada, para colaboração nos trabalhos desenvolvidos.