Criminosos foram presos na tarde desta quarta-feira por agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Civil - PRF / Divulgação
Criminosos foram presos na tarde desta quarta-feira por agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia CivilPRF / Divulgação
Por O Dia
Rio - Três homens, identificados como Alessandro de Souza Ferreira, 21 anos; Leonardo da Silva Granato, de 43 anos e Lucas Rodrigues de Souza, 21 anos, conhecido como 'Gigantinho', foram presos em uma ação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Civil na tarde desta quarta-feira na Rodovia Governador Mario Covas (BR-101), em Rio Bonito, na Região Metropolitana. De acordo com agentes, eles pertenciam a maior quadrilha especializada em roubo do estado. 
Ainda segundo a polícia, equipes da PRF e da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) foram acionadas após receberem informações sobre suspeitos de praticarem roubo a uma loja de departamento em Barra de São João. Os criminosos voltavam para a capital fluminense, na altura de Rio Bonito, quando os policiais conseguiram interceptá-los. 
Publicidade
Um homem identificado como Lucas reagiu à prisão, tentou escapar, mas acabou sendo baleado na perna e foi preso. Ele possuía seis mandados de prisão em aberto, além de 26 anotações criminais por roubo, tentativa de latrocínio e tentativas de homicídio contra policiais. 

"Essa organização criminosa era extremamente organizada. Cada membro tinha sua função especifica. Eles são responsáveis por centenas de roubos a estabelecimentos comerciais", disse o delegado da DRFA, Márcio da Cunha Braga. 
Na segunda-feira (17), a polícia havia prendido Aleksander da Conceição de Souza, o 'Monstrão', um dos líderes da facção criminosa. A prisão aconteceu após ele e os outros três criminosos participarem de um roubo a uma loja em Botafogo, na Zona Sul da cidade. Contra ele há 32 mandados de prisão além de 73 passagens pela polícia.
Publicidade
A ocorrência e o trio foram encaminhados a DRFA. Na ação, duas pistolas foram apreendidas. Diversos celulares, dinheiro e produtos eletrônicos foram recuperados.