PM cruza a pista do BRT: 15 feridos

Motorista do articulado bate em estação após desviar de viatura policial que cruzou a pista exclusiva

Por Bernardo Costa

Para desviar do carro da PM, motorista invadiu a Estação Interlagos, na Barra da Tijuca. Só um ferido ainda internado
Para desviar do carro da PM, motorista invadiu a Estação Interlagos, na Barra da Tijuca. Só um ferido ainda internado -

Um colisão entre um ônibus articulado do BRT e uma viatura da PM, na manhã de ontem, na Barra da Tijuca, deixou ao menos 15 passageiros feridos. A informação é do Corpo de Bombeiros, que foi acionado para a ocorrência às 9h15. O acidente foi na Estação Interlagos, onde os militares prestaram socorro às vítimas, que tiveram ferimentos leves: oito foram levadas para o Hospital Lourenço Jorge e uma mulher grávida foi socorrida para a Maternidade Leila Diniz. Os demais, segundo a corporação, foram atendidos no local e liberados.

Segundo a PM, uma viatura do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) cruzava a faixa do BRT, no sentido Alvorada, para acessar um espaço livre no vão central entre as duas pistas — onde ficaria baseada para policiamento — exatamente no momento em que o ônibus se aproximava. O motorista do BRT atingiu a viatura, perdeu o controle e acabou invadindo a estação, que ficou parcialmente destruída. O ponto agora está interditado.

"A mulher grávida estava do meu lado. Quando houve a pancada, tentei segurá-la, mas nós dois fomos jogados pra frente. Tentei me segurar e acabei machucando meu braço", disse Reginaldo Teixeira, de 42 anos, que estava a caminho de uma entrevista de emprego na função de auxiliar de serviços gerais. "Meu receio agora é perder a vaga", completou.

De acordo com os passageiros, o ônibus estava lotado, com todos os bancos ocupados e pessoas em pé. Segundo Reginaldo, havia "muitos mais do que 100 pessoas no ônibus". "O veículo é da linha Santa Cruz-Alvorada, a mais cheia do BRT. Eu mesmo estava sentado de forma improvisada numa estrutura acima do pneu dianteiro", contou ele.

O Consórcio BRT, no entanto, afirmou que havia cerca de 60 pessoas no veículo no momento do acidente. Já a Secretariam Municipal de Transportes (SMTR) avisou que o ônibus articulado transportava cerca de 50 passageiros.

Também ferida no acidente, a técnica de enfermagem Soraia Cristina, de 42 anos, conta que havia acabo de sentar quando houve a colisão. "A parte da frente do ônibus subia e descia como se fosse uma montanha russa. Fui jogada pra frente e me segurei com toda a força que tinha. Agora, meu corpo todo dói", disse ela, que mancava do pé esquerdo.

"Foi horrível! Muita gritaria, pessoas caindo por cima das outras, gente desmaiada...", disse a recepcionista Gabrielle Silva, de 22 anos, que também saiu ferida. "Não consigo mexer meu braço. Dói muito", reclamou.

Motorista evita acidente grave

Segundo os passageiros do BRT, o motorista Edinaldo Felipe foi herói e evitou um acidente trágico. "Ele tentou desviar, agiu pensando em proteger os policias da viatura e a gente. A manobra que ele fez salvou vidas", disse Soraia Cristina.

O Consórcio BRT informou que o motorista não sofreu ferimentos, mas foi atendido no Hospital Lourenço Jorge e liberado em seguida. O condutor permanece em casa, de repouso. Ele atua no BRT desde 2013.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que, das 12 pessoas feridas no acidente que deram entrada no Lourenço Jorge, apenas uma permanecia internada na noite de ontem, com quadro estável. Sobre a mulher grávida, a SMS avisou que ela foi atendida na Maternidade Leila Diniz e recebeu alta após passar por exames. Todos tiveram ferimentos leves.

Um inquérito foi aberto na 16ª DP (Barra da Tijuca) para o crime de lesão corporal culposa. Uma perícia foi feita no local para tentar esclarecer as circunstâncias do acidente. Os agentes também ouviram vítimas e buscam imagens de câmeras do local.

Comentários