Ação de fiscalização da prefeitura no bairro do Méier - Divulgação
Ação de fiscalização da prefeitura no bairro do MéierDivulgação
Por O Dia
A Prefeitura do Rio, promoveu, nesta semana a “Blitz da Vida”, no Méier, na Zona Norte. As ações conjuntas de ordenamento e combate à pandemia da covid-19, que prosseguem ao longo desta sexta-feira, no bairro, resultaram até agora em mais de 70 estabelecimentos e ambulantes fiscalizados, 43 abordagens a pessoas em situação de rua, com seis encaminhamentos a unidades de assistência social, 16 veículos removidos por estacionamento irregular, e retirada de mais de 2,3 toneladas de resíduos sólidos das ruas.
Lançada há dois meses, a “Blitz” já passou por 12 bairros com áreas sensíveis a aglomerações durante a retomada, onde fiscalizou mais de 1,7 mil estabelecimentos e ambulantes, acolheu 221 pessoas em situação de rua, e recolheu cerca de 60 toneladas de resíduos.
Publicidade
Entre as fiscalizações no comércio do Méier, entre segunda e quinta-feira, 15 foram em estabelecimentos comerciais, com um deles autuado, e pelo menos 58 a ambulantes. Uma feira irregular na Praça Agripino Grieco chegou a ser desmontada e outros nove ambulantes não autorizados orientados a desocupar o espaço público. Sete ambulantes legalizados também foram multados por diversas irregularidades e um trailer notificado. Foram apreendidos ainda 98 itens, como botijão, bebidas, guarda-chuvas, carroça e estufa.
Balanço geral da “Blitz” na cidade
Publicidade
Em nove semanas, de 21/07 a 18/09, a “Blitz da Vida” resultou em 1.779 fiscalizações e orientações a estabelecimentos comerciais (816) e ambulantes (963), e 863 abordagens a pessoas em situação de rua, com 221 acolhimentos. A força-tarefa contabiliza mais de 500 multas de trânsito por diversas irregularidades, com 222 remoções de veículos por estacionamento irregular e 229 autuações a vans e kombis do transporte complementar de passageiros; e retirada de mais de 60 toneladas de resíduos sólidos. O levantamento corresponde à atuação em 12 bairros: Centro, Copacabana, Ipanema, Leblon, Campo Grande, Santa Cruz, Tijuca, Freguesia de Jacarepaguá, Taquara, Praça Seca, Madureira e Cascadura.
Outros números
Publicidade
Desde o início das ações de combate à pandemia, em 18 de março, a Seop integrou mais de 619 operações conjuntas em toda a cidade, onde foram fiscalizados 38.788 estabelecimentos, com 28.094 pontos comerciais fechados. Além disso, foram atendidas 11.417 ocorrências pelo Disk Aglomeração, que funciona desde 31 de março com base em chamados à Central 1746