Do Leme ao Pontal, cariocas e turistas invadiram as praias do Rio, sem se importar com o novo coronavírus
 - Agência O Dia
Do Leme ao Pontal, cariocas e turistas invadiram as praias do Rio, sem se importar com o novo coronavírus Agência O Dia
Por O Dia
Publicado 29/09/2020 14:44 | Atualizado 29/09/2020 19:35
Rio - A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu suspendeu nesta terça-feira as multas que eram aplicadas na orla das praias. As multas tinham como objetivo diminuir a aglomeração nas praias por conta da pandemia da covid-19. Segundo o texto publicado no Diário Oficial, ''grandes aglomerações de pessoas geradas quando dos procedimentos realizados para aplicação de multas e reboques'', ou seja, as ações não estavam sendo efetivas quanto as aglomerações tanto nas areias quanto nas orla.
Foi criado um "Comitê Executivo" formado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP), Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-RIO) e a Guarda Municipal do Rio de Janeiro. Segundo o decreto, eles ficarão limitados as "ações educativas e preventivas para efetiva observância das regras de ouro na orla marítima, de modo a evitar aglomerações durante os procedimentos para autuações e consequentes reboques de veículos."
Publicidade
Por fim, a prefeitura admite que as ações de reboques e multas não surtiram o efeito desejado para evitar as aglomerações nas areias e seu entorno. Por isso a decisão de suspendê-las e tentar medidas socioeducativas.