Polícia interdita fábrica de cosméticos que usava tinta de impressora em esmaltes

Empresa clandestina funcionava na Penha, na Zona Norte

Por O Dia

Polícia estourou fábrica clandestina de cosméticos
Polícia estourou fábrica clandestina de cosméticos -
Rio - Agentes da Delegacia do Consumidor (Decon) interditaram, nesta quinta-feira, um grande depósito onde eram produzidos cosméticos de forma clandestina. O local funcionava no térreo de um prédio residencial da Penha, Zona Norte do Rio.

Segundo a especializada, no imóvel foram encontrados 20 funcionários trabalhando sem qualquer vínculo empregatício e sem equipamentos de proteção individual. Ainda de acordo com as investigações, o dono do estabelecimento usava tintas para impressora como corante de esmaltes e os rótulos utilizados nos produtos eram de marcas chinesas.
 

Comentários