Campanha busca intensificar doação de sangue - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Campanha busca intensificar doação de sangueMarcelo Camargo/Agência Brasil
Por O Dia
O Banco de Sangue Serum inicia o mês de outubro com um estoque de sangue e componentes 35% abaixo da demanda. Para minimizar esses problemas, a instituição realiza uma campanha para sensibilizar doadores. Segundo eles, as solicitações urgentes são constantes, principalmente com a volta das cirurgias eletivas.
A instituição conta que quem já foi diagnosticado pela Covid-19 também pode e deve doar sangue, pois os anticorpos das pessoas recuperadas ajudam a combater o vírus no organismo de novos infectados.

De acordo com a médica hematologista responsável pelo Banco de Sangue Serum, Dra. Katia Buratta, o uso de plasma convalescente não é uma novidade na medicina: "Já foi usado para tratamento em outras infecções graves geradas por outros agentes infecciosos. Os primeiros estudos foram realizados na China e Europa demonstrando a segurança no uso, melhora dos sintomas respiratórios e radiológicos".

O processo de doação de sangue é o mesmo feito para outras pessoas não infectadas pelo novo coronavírus. A recomendação é para que o doador informe durante o contato com o Banco de Sangue que é um paciente recuperado da Covid-19.

"Caso a pessoa não apresente nenhum sintoma ou sinal de sequela, como falta de ar, e já tenha 30 dias da liberação médica, por recuperação completa, ela já está apta a realizar a doação de sangue", orienta a médica.

Requisitos básicos para doação de sangue:

• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;

• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);

• Estar em boas condições de saúde;

• Pesar no mínimo 50 kg;

• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;

• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);

• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;

• Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;

• Não ter tido Sífilis, Doença de Chagas ou AIDS;

• Não ter diabetes em uso de insulina;

Consulte a equipe do banco de sangue em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Critérios específicos para o CORONAVÍRUS:

• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;

• Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;

• Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;

• Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

Serviço
Banco de Sangue Serum

Endereço: Rua Riachuelo, 43, Centro - Rio de Janeiro
Dentro do Hospital da Ordem do Carmo, 3º andar
Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 8h às 16h.
Telefone: (21) 3233-5950 | WhatsApp: (21) 97231-4651
Estacionamento conveniado durante a doação - Landeiras Park, Avenida Gomes Freire, 769 - Lapa