Hospital de Campanha do Maracanã é uma das unidades que tiveram funcionários sem receber os vencimentos - Luciano Belford
Hospital de Campanha do Maracanã é uma das unidades que tiveram funcionários sem receber os vencimentosLuciano Belford
Por O Dia
Rio - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) liberou, na tarde desta sexta-feira, o desmonte do Hospital de Campanha do Maracanã, na Zona Norte do Rio. Nesta tarde, operários já começaram a esvaziar a unidade. Em agosto, o desembargador do TJRJ Claudio de Mello Tavares negou o pedido do governo do estado para desativar a unidade hospitalar.
A unidade havia sido inaugurada em maio, em razão da pandemia do coronavírus. A decisão desta sexta, da 14ª Vara da Fazenda Pública, diz que "não se vislumbra omissão dos Chefes do Poder Executivo Estadual e Municipal", em relação a proliferação do novo coronavírus.
Publicidade
O texto também cita "que as medidas de distanciamento social e, por via de consequência, o fechamento de diversos estabelecimentos, bem como a atual fase de abertura gradual dos estabelecimentos com a adoção de medidas de segurança para o funcionamento, decorrem de dados estatísticos da Secretaria de Saúde, órgão técnico e detentor das informações oficiais acerca do aumento ou não dos casos de contaminação por Covid-19".
A 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde da Capital disse que analisará a decisão proferida e a viabilidade de eventual recurso.
Publicidade