Tribunal de Justiça do Rio - Agência O DIA
Tribunal de Justiça do RioAgência O DIA
Por O Dia
Rio - O juiz da 11ª Vara da Fazenda Pública, João Luiz Amorim Franco, acusado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de vender sentenças e corrupção, teve aprovado o seu afastamento das funções até o final do processo administrativo disciplinar, iniciado hoje pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio. O processo foi aberto pela Corregedoria-Geral da Justiça em decorrência de denúncias de venda de sentença e de cobrança de percentuais para nomear peritos.

De acordo com o TJ-RJ, a maioria do colegiado, que é formado por 17 desembargadores, votou pelo afastamento do magistrado acompanhando o voto do relator, o atual corregedor-geral da Justiça, o desembargador Bernardo Garcez. A desembargadora Katia Monnerat fez pedido de vista do processo e o julgamento foi suspenso. Segundo o TJ, ainda não há data para a retomada da votação.