Candidata à Prefeitura do Rio, Renata Souza, na sede do Grupo Arco Íris, na Lapa - Divulgação
Candidata à Prefeitura do Rio, Renata Souza, na sede do Grupo Arco Íris, na LapaDivulgação
Por O Dia
Nesta quarta-feira, a candidata à Prefeitura do Rio pelo PSOL, Renata Souza, esteve na sede do Grupo Arco Íris, na Lapa, para falar sobre suas propostas de gênero e raça para a cidade.
Inicialmente, a candidata respondeu a perguntas de integrantes de movimentos LGBT e garantiu que “uma pessoa não pode ser tratada com menos valor por amar alguém do mesmo gênero“.

Renata também prometeu liderar um pacto Municipal de Igualdade de salários entre a prefeitura, empresas e sociedade civil. De acordo com a candidata, a prefeitura vai liderar estabelecendo igualdade entre homens e mulheres no Secretariado da Prefeitura, e criar uma Ouvidoria para recebimento de denúncias de assédio e discriminação e promoção dos direitos das mulheres. Nos órgãos da prefeitura, a proposta é estabelecer igualdade de gênero e raça em cargos de chefia e de confiança.
Publicidade
Por fim, Renata Souza criticou o presidente Jair Bolsonaro em relação a esse tema. “O bolsonarismo é um retrocesso no que se refere ao reconhecimento das demandas dos grupos LGBT, do respeito e da tolerância. Por isso, temos que começar a derrotá-lo aqui no Rio, a cidade onde ele foi gestado“, concluiu Renata Souza.