Marielle Franco e seu motorista foram assassinados em 2018 - Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Marielle Franco e seu motorista foram assassinados em 2018Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Por O Dia
Uma liminar assinada pela juíza Renata Gomes Casanova determinou na última terça-feira, 17, que o Twitter e Facebook devem tirar de circulação publicações com fotos de usuários das redes sociais que ferem a imagem de Marielle Franco. As montagens exibiam usuários das plataformas segurando a cabeça da parlamentar, assassinada no Rio em 2018. O não cumprimento da decisão acarretaria numa multa diária que poderia variar de R$ 10 mil a R$ 500 mil.
O jornal O Dia fez a seguinte pergunta em suas redes: empresas devem ser responsabilizadas pelo o que os usuários publicam? Com o resultado da votação, 61,2% dos votantes acredita que as empresas devem sim ser penalizadas. A enquete do O Dia foi realizada na tarde de terça (17) até a noite dessa quarta, 18, desenvolvidas no Instagram, Facebook e Twitter com o total de 1.268 votos.
Publicidade
Confira alguns comentários: