PF e Civil fazem operação contra abuso e exploração sexual infantil - Divulgação / Polícia Federal
PF e Civil fazem operação contra abuso e exploração sexual infantilDivulgação / Polícia Federal
Por O Dia
Rio - A Polícia Federal e a Polícia Civil de São Paulo deflagraram, na manhã desta quarta-feira, a Operação "Black Dolphin", para combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Os policiais federais cumprem 219 mandados de busca e apreensão em quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. No município do Rio, são feitas buscas no Catumbi, na Zona Norte.
A PF informou que na ação no Catumbi, o homem acabou sendo preso em flagrante por possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.
Publicidade
De acordo com a PF, o objetivo da ação é localizar os arquivos compartilhados na deepweb - também conhecida como "internet invisível"-, na qual criminosos usam do anonimato para exibir, acessar e compartilhar imagens de abuso sexual infantil.

A polícia informou que a operação foi nomeada como "Black Dolpinh" por conta dos investigados afirmarem que "as leis brasileiras são ridículas" e que "não haveria prisão, no Brasil, capaz de segurá-los". Os investigados ainda alegam que somente a Colônia 6 Russa, conhecida como Black Dolphin, seria capaz de prende-los. A prisão na fronteira com o Cazaquistão, é conhecida por abrigar presos condenados à prisão perpétua e pelo rigor no tratamento dos detentos.