Unidade tem 30 leitos para pacientes com coronavírus, dos quais 28 estão ocupados - Divulgação
Unidade tem 30 leitos para pacientes com coronavírus, dos quais 28 estão ocupadosDivulgação
Por O Dia
O Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), na Baixada Fluminense, decidiu suspender as cirurgias eletivas devido ao aumento no número de internações de pessoas com o novo coronavírus. Segundo a prefeitura, cirurgias oncológicas, de maior complexidade, serão reguladas para as unidades de referência neste tratamento e analisadas de forma cuidadosa e criteriosa. Nesta quarta-feira (25), a cidade está com 93% dos leitos para covid-19 ocupados. 

Com capacidade de 30 leitos de internação exclusivos para a Covid-19, sendo 10 de UTI e 20 de enfermaria, que podem ser equipados como UTI em caso de necessidade, nesta quarta, 28 pacientes estão internados com a doença.
A prefeitura afirmou que, caso seja necessário, abrirá novos leitos no HGNI. O número de internações no município subiu cerca de 70% se compararmos a primeira e a terceira semana de novembro. A cidade tem 734 óbitos e 8.365 casos de coronavírus.
Publicidade
Em nota, a direção do hospital informou que "este aumento ligou o sinal de alerta da unidade, que desde o início da pandemia praticamente se tornou dois hospitais dentro de um, com setor isolado para atender casos da Covid-19 e outro para traumas e agravos clínicos de toda a Baixada Fluminense. O HGNI terá que passar por nova readequação para, mais uma vez, manter a assistência médica".