Material apreendido em operação contra torcedores do Vasco - Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Material apreendido em operação contra torcedores do VascoReginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Por O Dia
Rio - A Polícia Civil através da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio (DAIRJ), no Galeão, concluiu um inquérito policial em que 33 integrantes da Torcida Jovem do Vasco da Gama foram indiciados. O delegado titular Adriano França decidiu que os torcedores responderão, cada qual na medida de sua participação, pelos crimes de lesão corporal e associação criminosa, com a agravante de terem sido cometidos durante a pandemia do coronavírus.
Publicidade
No curso da investigação os torcedores que participaram da confusão foram identificados. O delegado Adrianço França não sugeriu prisões, mas medida cautelar de não frequentar o aeroporto sem autorização judicial. Segundo ele, a investigação e indiciamento servem como medida educativa.
Publicidade
As provas foram colhidas em depoimentos, buscas domiciliares e imagens das câmeras do aeroporto.
O confronto ocorreu no dia 8 de outubro, por volta das 2h, quando parte do Grêmio Recreativo Torcida Jovem do Vasco da Gama (TJVG) aguardava no aeroporto do Galeão, na Zona Norte do Rio, o time desembarcar de viagem de Salvador, para protestar contra o resultado negativo no jogo Bahia x Vasco, pelo campeonato brasileiro, quando outra parte da torcida Grêmio Cultural (TJVG) chegou ao local e iniciou-se a confusão generalizada.
Publicidade