Agente do esquadrão antibomba trabalha para localizar explosivo na agência bancária em Belford Roxo - Reprodução / TV Globo
Agente do esquadrão antibomba trabalha para localizar explosivo na agência bancária em Belford RoxoReprodução / TV Globo
Por Anderson Justino
Rio – Agentes do Esquadrão Antibombas, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil, explodiram, por volta das 9h15, um artefato deixado por criminosos que explodiram uma agência da Caixa Econômica Federal em Belford Roxo, na Madrugada desta sexta-feira (4).

A região precisou ser isolada para que o artefato fosse retirado dos escombros. O agente que usava uma roupa especial, entrou na agência por pelo menos três vezes.

A ação criminosa aconteceu por volta das 3h15 desta madrugada. Houve confronto entre policiais militares e os assaltantes. Um suspeito foi preso em flagrante.

De acordo com a PM, os bandidos fugiram para o bairro Jardim Gramacho, em Duque de Caxias. Na fuga, eles jogaram pregos no chão e atearam fogo em pelo menos três veículos.

O motorista de uma kombi, Artur Xavier, levava a esposa para um hospital na capital fluminense e teve o veículo interceptado e incendiado pelos bandidos.

“Era minha ferramenta de trabalho. Com ela eu defendia o pão de cada dia. Estava saindo cedo para levar minha esposa para uma revisão médica no Into. Me deparei com um caminhão em chamas e tentei retornar. Fui abordado por cinco bandidos que gritaram para atravessar o carro e que iriam matar minha família”, disse o motorista, em entrevista à TV Globo.
AGÊNCIA ESTAVA FORA DE FUNCIONAMENTO

De acordo com a Caixa, a agência do Lote XV estava fechada para manutenção e sem previsão de funcionamento.

A Caixa informou que colabora com os órgãos de segurança e que informações sobre eventos criminosos são repassadas exclusivamente às autoridades policiais que estão responsáveis pelas investigações.

A assessoria da Caixa pede para que os clientes procurem outras agências ou casas lotéricas mais próximas para atendimento.
Publicidade
INVESTIGAÇÕES FICAM A CARGO DA POLÍCIA FEDERAL

Conforma a Polícia Militar, um criminoso foi preso em flagrante após a explosão na agência da Caixa. Ele foi levado para a Superintendência da Polícia Federal, na região central do Rio, que vai investigar o caso. A perícia técnica da PF foi acionada e está a caminho do local.
Em nota, a Polícia Militar explicou que "na madrugada desta sexta-feira, policiais militares do 39ºBPM (Belford Roxo) estavam em patrulhamento quando se depararam com indivíduos armados e um estabelecimento bancário danificado no bairro Lote XV, no município de Belford Roxo. Eles atiraram contra os policiais, que reagiram. Um criminoso foi detido e os outros conseguiram fugir. Na fuga, objetos pontiagudos foram espalhados pelas vias dificultando o deslocamento de viaturas".