Governo do Estado retomou o pagamento às famílias das vítimas da chacina de Vigário Geral - Daniel Castelo Branco
Governo do Estado retomou o pagamento às famílias das vítimas da chacina de Vigário GeralDaniel Castelo Branco
Por O Dia
Após decreto assinado nesta quinta-feira (31) pelo governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, as famílias das vítimas da chacina de Vigário Geral, em 1993, voltaram a ter direito a pensões. Elas não recebiam desde 2016 após um problema burocrático.
Agora, além do benefício, que é vitalício, a Secretaria de Fazenda também efetuará, já na primeira semana de janeiro, o pagamento do valor retroativo, referente aos anos de 2019 e 2020. Cada uma das seis famílias de 21 vítimas da chacina recebe R$ 3.135 por mês.
Publicidade
"Não podemos esquecer nunca esse triste capítulo da nossa história que foi a chacina de Vigário Geral. Voltar a pagar essas pensões é a correção de um erro. Um erro diante do qual o estado não pode ficar calado com tamanha injustiça. Então, falamos com os órgãos de controle e pudemos reativar esse pagamento, além de quitar os atrasados", afirmou o governador Cláudio Castro.
O restabelecimento do benefício só foi possível após acerto burocrático entre as Secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e da Fazenda.
Publicidade
"Estamos reparando uma injustiça e corrigindo um erro histórico com as famílias das vítimas da chacina de Vigário. Essas pensões não vinham sendo pagas há muito tempo, e agora o governador Cláudio Castro determinou que esses pagamentos permaneçam de uma vez por todas na folha salarial do estado" disse o secretário Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire.