Rio entra em estágio de mobilização por conta das condições do tempo - Divulgação/Carolina Pinheiro
Rio entra em estágio de mobilização por conta das condições do tempoDivulgação/Carolina Pinheiro
Por O Dia
Rio - Uma forte chuva que atingiu diversos bairros do Rio a partir da tarde desta quinta-feira e noite desta sexta, esvaziou a orla da Zona Sul e trouxe transtornos em diversos pontos da cidade. Alguns bairros, como Humaitá, na Zona Sul, Santa Teresa, na Região Central, e Tijuca, na Zona Norte, registraram falta de luz. Até às 20h, os núcleos de chuva que atuavam principalmente em bairros da Zona Norte, se deslocavam para a Zona Sul e Barra da Tijuca, segundo o Centro de Operações da Prefeitura (COR).
A Defesa Civil Municipal informou ter recebido chamados de diversos bairros com denúncias de deslizamento de terra e rolamento de pedra. 
Publicidade
"Até as 18h, a Defesa Civil municipal recebeu cinco pedidos de vistoria relatando ocorrências que podem ter relação com as chuvas, como rolamento de pedra e deslizamento de encosta. Os chamados são para Quintino Bocaiúva, Pechincha, Itanhangá e Tanque. Em caso de emergência, a Defesa Civil deve ser acionada pelo telefone 199", informou o órgão.
De acordo com o COR, choveu forte em Madureira (8,2mm) e moderado em Piedade, Marechal Hermes, Água Santa, Lapa, Santa Teresa, Méier, Anchieta, Penha e Ilha do Governador. Choveu fraco no Centro, Tijuca, Grajaú e Maracanã. Em São Cristóvão, galhos caíram na Avenida Pedro II, na altura do QG da Guarda Municipal, no sentido Avenida Francisco Bicalho. O trânsito não tem retenções.
Publicidade
Bloqueios na orla do Leme ao Recreio
Ainda segundo o COR, às 20h foram iniciados bloqueios viários nos acessos à orla do município, do Leme ao Recreio, inclusive para veículos de entrega e de carga e descarga. Os fechamentos vão até as 3h desta sexta-feira.

Durante o período de interdição, fica proibida a circulação de transporte público coletivo nos acessos à orla. Moradores dos bairros e hóspedes de hotéis poderão entrar com seus carros ou em táxis, mas para isso deverão apresentar comprovantes de residência ou mostrar reserva, voucher ou carta de confirmação emitida pelo hotel em papel timbrado.

Em Copacabana, segundo a CET-Rio, o bairro foi totalmente bloqueado, com interdições nos quatro acessos e saídas (Ipanema, Corte do Cantagalo e túneis Velho e Novo). Ao todo, são 23 pontos de bloqueios na região. Já em Ipanema e no Leblon, ficam totalmente fechadas as avenidas Vieira Souto e Delfim Moreira. São 18 pontos de bloqueio no local. Na região da Barra da Tijuca e do Recreio dos Bandeirantes, Avenida Lúcio Costa foi totalmente interditada. São 13 pontos de bloqueios naquela localidade.
Publicidade
Fiscalização pela manhã
Por conta do aumento no número de casos e mortes pelo novo coronavírus nas últimas semanas no Rio, a prefeitura decidiu impor restrições no Réveillon e proibir a realização de festas e eventos para a chegada de 2021, com o objetivo de evitar a propagação da covid-19. Mas nem todos os cariocas estão seguindo as recomendações. Isso porque, na manhã desta quinta-feira, a orla da cidade ficou lotada de banhistas e pessoas caminhando sem máscaras. Além disso, muitos veículos estavam estacionados em frente às praias, o que, segundo as medidas, não está permitido.
Publicidade
Na manhã desta quinta, a equipe do O DIA flagrou carros sendo multados na orla de Ipanema, por estarem parados em local não autorizado. Houve ainda veículos rebocados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), somando as orlas da Zona Sul e Zona Oeste, cerca de 58 veículos em vias com proibição de estacionamento definidas pela CET-Rio foram removidos desde às 21h desta quarta-feira (30). Ainda segundo a Seop, foram aplicadas mais de 160 multas nos três pontos de bloqueios montados nas principais vias expressas do município para impedir o acesso de vans, ônibus e micro-ônibus intermunicipais.
A fiscalização nesta quinta também está sendo grande em cima de vendedores de produtos nas praias. De acordo com informações da Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, o comércio ambulante nas orlas da Zona Sul e Zona Oeste foi vistoriado e 58 itens foram apreendidos, dentre eles barracas, mesas, cadeiras, bebidas e caixas térmicas.

Falta de barreiras na Dutra e na BR-040
Publicidade
Duas das principais vias de saída da capital do Rio para outras cidades e estados vizinhos, a Rodovia Presidente Dutra e a BR-040 não tinham barreiras de fiscalização, na manhã desta quinta-feira, para controlar a passagem de motoristas e vistoriar os veículos, diferentemente de outros pontos do município, que contaram com a presença de agentes e fiscais.