Em live, Eduardo Paes fala sobre pagamento atrasado de servidores - Reprodução / Instagram
Em live, Eduardo Paes fala sobre pagamento atrasado de servidoresReprodução / Instagram
Por O Dia
Rio - O prefeito Eduardo Paes afirmou, durante uma live na manhã desta terça-feira, estar "trabalhando firme" para pagar o salário de dezembro dos servidores. Nesta segunda-feira, Paes já havia afirmado que o pagamento do 13º salário era "prioridade absoluta". No dia 30 de dezembro, após receber R$ 50 milhões da Câmara Municipal, o então prefeito em exercício Jorge Felippe (DEM) garantiu apenas o pagamento do 13º salário aos servidores com salários entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. No entanto, parte do funcionalismo com outras faixas salariais ainda não foram pagos.
"Qual a realidade que a gente tem? A gente tem duas folhas salariais, que deveriam ser pagas com os recursos do ano 2020 e que não foram pagas. Então, obviamente, esse inicio de ano, você tem uma entrada de arrecadação, só que pelo próprio orçamento enviado pelo governo anterior, essa arrecadação é para pagar as despesas de 2021. Então você tem 13 folhas salarias para pagar em 2021 e os recursos previstos para se arrecadar servem para pagar essas 13 folhas salarias", falou ele. 
Publicidade
"O esforço que estamos fazendo é não deixar recurso em caixa para pagar, tem R$ 69 milhões para pagar uma folha de R$ 1 bilhão e alguma coisa. Então para os servidores, tenham uma certeza: nós estamos trabalhando firme, acompanhando a arrecadação dessa semana, de recursos que teriam que ser utilizados para pagar os salários de 2021, para as despesas de 2021, para o mais rápido possível pagar a folha de dezembro", afirmou.

O prefeito ainda afirmou que é "prioridade absoluta" o pagamento do salário de dezembro. "Não dá para, em uma semana, inventar recursos, os recursos entram ou não. A lambança está feita, todo mundo sabe a tragédia que antecedeu. Estamos firmes, o secretário Pedro Paulo está fazendo todo o esforço do mundo para que vocês possam receber o salário de vocês", afirmou. 
Paes ainda ressaltou que o objetivo é retomar o pagamento dos servidores no segundo dia útil do mês. "Vocês podem ter certeza que passada essa fase inicial, isso vai ser regularizado. Vocês não vão mais viver esse drama e a gente vai passar a pagar, e fazer todo esforço, para começar a pagar no segundo dia útil, como eu sempre fiz, respeitando o servidor. Trabalho escravo acabou há muito tempo no Brasil, ninguém pode trabalhar sem receber salário", finalizou.