Cacique Aldo Fernandes, 59 anos, foi o primeiro indígena de Angra a ser vacinado, na Aldeia Sapukai - Wagner Gusmão/Prefeitura de Angra dos Reis
Cacique Aldo Fernandes, 59 anos, foi o primeiro indígena de Angra a ser vacinado, na Aldeia SapukaiWagner Gusmão/Prefeitura de Angra dos Reis
Por O Dia
Rio - Maior comunidade indígena do estado do Rio de Janeiro, a Aldeia Sapukai, em Angra dos Reis, recebeu nesta quarta-feira (20) profissionais de saúde que aplicaram a vacina contra a covid-19. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde da cidade, foram disponibilizadas 196 doses e, logo nas primeiras horas da ação, 130 índios se encaminharam à Estratégia de Saúde da Família da Aldeia para serem vacinados.
O cacique Aldo Fernandes, 59 anos, foi o primeiro indígena de Angra a receber a dose. No ano passado, ele contraiu a covid-19 e ficou 15 dias internado no Centro de Referência. A vacinação dos indígenas com mais de 18 anos em Angra segue o Plano Nacional de Imunização.
Publicidade
Segundo o último Boletim Epidemiológico da cidade, foram 204 casos confirmados da doença na aldeia, com 203 recuperados e uma morte. A comunidade teve um surto no meio de 2020 e o cacique à época, Domingos Venite, de 68 anos, faleceu em decorrência da doença.
A Aldeia Tekoa Sapukai fica na Terra Indígena Guarani de Bracuí, localizada a cerca de 6 km da BR-101 (Rodovia Rio-Santos). A maior comunidade indígena do estado do Rio é formada atualmente por 340 índios do subgrupo Mbya, que vivem no alto da serra cercada pela Mata Atlântica.
Publicidade
Além das 196 doses para os indígenas, Angra dos Reis também irá vacinar 2.010 servidores da saúde, 115 idosos que estão em asilos ou instituições e mais oito pessoas com deficiência atendidas por algum programa municipal. O primeiro lote da Coronavac recebido pela cidade é de 4.880 doses, para imunizar 2.329 pessoas nesta primeira etapa de vacinação.