Vacinação no Retiro dos Artistas em Jacarepaguá. A artista, letrista, Ana Terra, é a primeira a receber a vacina no retiro. - Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Vacinação no Retiro dos Artistas em Jacarepaguá. A artista, letrista, Ana Terra, é a primeira a receber a vacina no retiro.Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Por O Dia
Rio - O município do Rio de Janeiro já vacinou 31.177 pessoas dos grupos prioritários desta primeira etapa. A vacinação começou oficialmente nesta terça-feira (19), no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, e em alguns asilos e casas de repouso. Nesta quarta-feira, feriado de São Sebastião,  a ação foi intensificada com as equipes das unidades de Atenção Primária trabalhando para levar a vacina às instituições de longa permanência. Também foram vacinados profissionais dos hospitais públicos e particulares que atendem covid-19 e das clínicas da família e centros municipais de saúde.

Entre os vacinados até o momento, 23.962 são profissionais de saúde, 6.589 idosos em asilos e casas de repouso, 564 pessoas com deficiência que vivem em instituições de longa permanência, 43 indígenas e 19 quilombolas.

É importante reforçar que, neste primeiro momento, a população não deve ir aos postos em busca da vacina. Por enquanto, a vacinação é destinada aos primeiros grupos prioritários formados por: trabalhadores de saúde que atendem diretamente pacientes com covid-19; da Atenção Primária envolvidos na campanha de vacinação; também os profissionais de saúde que atuam em CTI, urgência e emergência e que estavam afastados por idade ou comorbidade; idosos e deficientes que vivem em instituições de longa permanência e os profissionais que trabalham nesses locais; grupos indígenas e quilombolas.
Do total de 487.500 doses da CoronaVac chegaram ao estado do Rio de Janeiro na última segunda-feira (18), a capital recebeu 231.840 doses da vacina. Esse total equivale a duas doses para cada uma das 115 mil pessoas que a prefeitura pretende vacinar até sábado (23). 

Com o número de vacinas insuficiente para todos os profissionais da Saúde que atuam no município, as autoridades vão precisar escolher quem vai ser imunizado nesse primeiro momento da campanha. De acordo com o secretário de saúde Daniel Soranz, a cidade conta com 260 mil profissionais na área e apenas 34% deles serão vacinados nessa primeira etapa.
Publicidade
A prefeitura planeja concluir a primeira etapa da campanha até sábado (23), com a vacinação de 115 mil pessoas, que estão distribuídas assim:

- 51.100 profissionais que trabalham em CTIs e enfermarias para pacientes com Covid-19;
-35 mil funcionários de urgências e emergências, entre eles cerca de 800 que estão afastados por idade ou comorbidade;
Publicidade
-19 mil profissionais envolvidos com a vacinação;
-8.800 idosos em instituições de longa permanência, além de 1.100 funcionários desses locais.