Final da Libertadores no Maracanã teve a presença de alguns convidados, causando aglomerações - AFP
Final da Libertadores no Maracanã teve a presença de alguns convidados, causando aglomeraçõesAFP
Por O Dia
Rio - A decisão da Taça Libertadores da América, entre Palmeiras e Santos, no Maracanã, no último sábado (30), já acabou, mas ainda continua rendendo polêmica. Isso porque a Vigilância Sanitária aplicou uma multa de R$ 14 mil à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), entidade organizadora da competição, por conta da formação de aglomerações na arquibancada durante a final.
A Conmebol não comercializou ingressos para a partida, mas liberou a entrada de alguns convidados para assistir ao jogo, o que causou revolta no público nas redes sociais. Todos os presentes no estádio tiveram de apresentar exame de PCR negativo feito em até 96 horas antes da decisão para entrar, como forma de protocolo de segurança.
Publicidade
Apesar de haver um distanciamento entre os assentos, o que se viu foi uma grande quantidade de pessoas desrespeitando as medidas sanitárias e sem o uso de máscaras. Seguranças do estádio chegaram até a pedir para os convidados se espalharem e exercer o isolamento na arquibancada.