Moradores do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida de Itaipuaçu realizam uma manifestação após madrugada marcada por chacina
Moradores do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida de Itaipuaçu realizam uma manifestação após madrugada marcada por chacinaDivulgação
Por O Dia
Rio - Moradores do conjunto habitacional 'Minha Casa, Minha Vida' em Itaipuaçu, distrito de Maricá, fazem um protesto desde o final da tarde desta segunda (1), após uma madrugada marcada por chacina na região. Três pessoas morreram e uma ficou ferida em um ataque a tiros dentro do condomínio. Segundo testemunhas, um carro branco com homens armados entrou no condomínio e efetuou os disparos.
Entre as vítimas que morreram na hora, estão dois irmãos gêmeos de 22 anos identificados como Tiago Marins Vargas dos Santos e Daniel Marins Vargas dos Santos. O terceiro homem que morreu ainda não foi identificado. Segundo informações de amigos e familiares dos gêmeos, eles eram trabalhadores e não tinham envolvimento com o crime.

Aos gritos de justiça, os moradores atearam fogo em pneus e fecharam a Rua Carlos Marigella, em frente ao conjunto habitacional em Itaipuaçu. No momento, equipes da Polícia Militar estão no local para controlar os ânimos.
Publicidade

Segundo a Polícia Militar, equipes do 12º batalhão de Polícia Militar (Niterói) foram acionadas na madrugada desta segunda-feira para checar uma ocorrência envolvendo disparos de arma de fogo em um condomínio em Itaipuaçu, Maricá. Chegando ao local, a equipe afirmou ter encontrado três homens já sem vida.

Os policias isolaram área e acionaram a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, para realizar a perícia e registrar a ocorrência. Os corpos foram removidos do local e levados para o IML do Barreto, na Zona Norte de Niterói, onde foram reconhecidos pelo padrasto.
A Polícia Militar informou que a motivação e autoria do crime são desconhecidas. Já Polícia Civil revelou que testemunhas estão sendo chamadas para prestar depoimento e diligências seguem para esclarecer o caso e identificar a autoria do crime.