Prédio de 22 andares foi inaugurado em 1929
Prédio de 22 andares foi inaugurado em 1929Google / Reprodução
Por O Dia
Rio - A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União do Ministério da Economia (SPU/ME) publicou edital de alienação do Edifício "A Noite", localizado na Praça Mauá, no Rio de Janeiro. Avaliado em R$ 98 milhões, o icônico prédio de 22 andares, inaugurado em 1929, foi o primeiro arranha-céu da América Latina e abrigou, não somente o jornal de mesmo nome, mas, também, a antiga sede da Rádio Nacional.
A concorrência pública será realizada de forma eletrônica no dia 13 de abril e as propostas podem ser enviadas por meio do site de venda de imóveis da União.
Publicidade
"Trata-se de um patrimônio histórico maravilhoso, que, infelizmente, foi abandonado pelo poder público há décadas. Agora, nas mãos do setor privado, poderá ser revitalizado e dar aos cariocas – e aos turistas que passam por ali – a alegria de vê-lo reformado", explica o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do ME, Diogo Mac Cord. Nas próximas semanas, dezenas de outros imóveis serão colocados à venda no centro do Rio de Janeiro, em amplo esforço de revitalização da Praça Mauá, em parceria com a prefeitura.
Além do edifício, outros 12 imóveis foram colocados à venda pelo governo federal. Desse total, cinco são apartamentos funcionais localizados no Distrito Federal. Os outros sete ativos estão situados nos estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
Publicidade
As concorrências serão realizadas entre os dias 8 e 29 de abril e a expectativa de arrecadação é de quase R$ 200 milhões. Todas as informações estão disponíveis no site de imóveis da União.
A venda dos ativos faz parte do Programa SPU+, que visa reativar a economia por meio da contabilização de R$ 110 bilhões em imóveis da União até 2022. Desde a instituição do programa, em dezembro de 2020, já foram ofertados mais de meio bilhão em imóveis. A projeção da SPU é ofertar, até o final de abril, mais de R$ 1 bilhão em imóveis para alienação.
Publicidade
Os interessados em adquirir os ativos devem fazer propostas por meio do Sistema de Concorrência Eletrônica (SCE), disponível no site de imóveis da União. Como o processo é virtual, as propostas podem ser apresentadas até às 14h59 do dia da sessão pública.
Para ocorrer a validação, é necessário anexar o comprovante de pagamento da caução, equivalente a 5% do valor do imóvel. A oferta de maior valor vence o certame. Caso a proposta apresentada não seja a vencedora, a caução é integralmente devolvida.
Publicidade
Para registrar as ofertas, os interessados devem fazer login no Portal de Imóveis da União. Para isso, é necessário possuir o cadastro único no Portal gov.br, que possibilita acesso às páginas do governo federal. O edital das concorrências públicas eletrônicas e as fotos dos imóveis estão disponíveis no site.
Também é possível realizar visita presencial aos ativos mediante agendamento direto na Superintendência do Patrimônio da União no estado em que o imóvel está localizado.
Publicidade
O Edifício
Inaugurado em 1929, o prédio foi o primeiro arranha-céu da América Latina. O título de “A Noite” é uma referência ao jornal homônimo que teve a sede no local. O edifício também abrigou a pioneira Rádio Nacional, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e consulados.
Publicidade
A venda do imóvel gerará economia de R$ 300 mil mensais aos cofres públicos – valor destinado à manutenção de elevadores, segurança, brigadistas e taxas de concessionárias. Desde 2006, o prédio estava subutilizado, deteriorando-se gradativamente até chegar ao estágio atual de quase abandono.