Moradores compararam viver na Praça Seca com uma guerra
Moradores compararam viver na Praça Seca com uma guerraReprodução/Twitter
Por O Dia
Rio - Um intensa troca de tiros assustou moradores da Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, durante a noite desta segunda-feira (15) e a madrugada de terça-feira (16). No Twitter, o nome do bairro ficou entre os assuntos mais comentados, com relatos de moradores da região. Segundo as publicaçõe, o confronto ocorreu entre traficantes e milicianos pelo controle do Morro do Barão.
Internautas relataram que entregadores de comida não conseguiram entrar no local, por conta do tiroteio. Moradores também compararam viver na Praça Seca com uma guerra, em desabafos nas redes. “Pra quem nasceu e cresceu na Praça Seca, hoje se sente uma pessoa que saiu de um canto de monge e foi pra Síria”, lamentou um internauta. “Deus tenha misericórdia dos moradores da Praça seca, esse lugar não tem um dia de paz”, comentou outro usuário.
Publicidade
Uma postagem na rede social chegou a cobrar o governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, uma solução para o fim dos confrontos. “Seu silêncio em relação ao que acontece no bairro da Praça Seca é ensurdecedor! O bairro agoniza com uma guerra que já dura há mais de 8 anos e nada, absolutamente nada é feito pelo estado, estamos oscilando nas mãos de traficantes e milicianos.” Não há informação de feridos. Procuradas, a Polícia Civil e Polícia Militar ainda não se pronunciaram.
 
Publicidade
 
Publicidade