Será que um dia terá solução?

Idoso de 80 anos sofre para receber atendimento após ser diagnosticado com AVC

Por O Dia

José Gomes de Souza: diagnosticado com AVC
José Gomes de Souza: diagnosticado com AVC -

O que era pra ser socorro, virou uma peregrinação. Seu José Gomes de Souza, 80 anos, estava em casa na última quinta-feira quando passou mal. Do nada, parou de andar. A família, preocupada, levou o senhor até o hospital Salgado Filho. Chegando lá, foi diagnosticado um AVC.

Seu José realizou uma tomografia e logo depois, acreditem, foi liberado para casa.

Inconformados com a situação, parentes de Seu José o levaram até o hospital Souza Aguiar. E lá, mais jogo de empurra.

O senhor acabou internado na Coordenação de Emergência (CER) do Centro, aguardando por uma nova tomografia, feita ontem.

Mas os problemas só aumentaram...

Sentado numa cadeira de medicação quebrada e enferrujada, a família teve que vedar com papel as ferrugens para que seu José não se machucasse. E ainda, o risco de contrair uma infecção é grande, pois os familiares relatam que outros pacientes estão com ferimentos expostos e com mal-cheiro.

A filha de Seu José, Kátia, já não sabe mais o que fazer para tirar o pai da situação.

"Me sinto impotente. Meu pai, que já sofre com um quadro depressivo, chora cada vez mais. Ninguém dá um suporte no atendimento e a gente tem que ficar correndo atrás das respostas".

A coluna procurou a Secretaria Municipal de Saúde, que em nota disse que seu José está sendo monitorado o tempo todo na Sala Amarela da CER e que pacientes mantidos lá não têm doenças que levam o risco de contágio a outras pessoas. Ainda informou que o quadro do senhor está estabilizado e que está à disposição da família para esclarecer todas as dúvidas.

*Após o fechamento da coluna, o paciente conseguiu realizar todos os exames e foi liberado.

3,2,1... É DEDO NA CARA!

 

PINGO NO I

A cada onda, uma maré de sujeira...

Um sol incrível, o mar calminho e quente, coisas raras no Rio. O que não é raro é o lixo nas praias.

Tarde de sábado, na Reserva lotada, tudo maravilhoso se não fosse ter que desviar de garrafas pet e até de uma dentadura...

Sim, senhores, eu vi uma dentadura no mar! Claro que essa não foi alguém que jogou de propósito, pelo menos eu espero, mas o lixo sim!

E vinha a cada marola, copo, saco plástico... Tinha de tudo.

E na areia não era diferente, tampinhas de cerveja enferrujadas eram aos montes.

Bora colocar o pingo no I...

Uma cidade que quer que o turismo seja o novo petróleo tem que começar a entender que para tudo dar certo o princípio é educação! E jogar lixo em qualquer lugar tá longe de ser atrativo.

TÁ FEIO!

Esgoto a céu aberto no bairro da Coreia, em Mesquita - Divulgação

Ô Mesquita, assim fica difícil te defender, né? Mais uma vez dando as caras por aqui... Moradores da Estrada do Sítio, no Bairro da Coreia, pedem socorro porque não aguentam mais conviver com as péssimas condições da via, com buracos e esgoto a céu aberto. O risco é enorme! Caso do pequeno Heitor, de 4 anos, que tem paralisia cerebral e precisa passar pela estrada cheia de crateras com a sua cadeira de rodas.

"Estamos largados. O pouco que temos aqui é feito pelos moradores. Pra levar meu filho pra fisioterapia e outros cuidados, a gente tem que se sujeitar a descer essa ladeira horrível", conta Nilce Monsores, mãe de Heitor.

A coluna cobrou a Prefeitura de Mesquita, que informou que a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos irá enviar uma equipe de trabalho no local para verificar a situação e providenciar os reparos necessários.

Por isso, se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... A gente tá aqui pra cobrar, e tenho dito.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários