Tá esperando o quê?

Nem diante de uma pandemia as esferas de Saúde daqui conseguem se entender

Por

É incrível como tudo nesse Rio de Janeiro de meu Deus é mais difícil... Nem diante de uma pandemia as esferas de Saúde daqui conseguem se entender... Ou pelo menos tentar.

A gente está acompanhando uma queda de braço!

O deputado e presidente da Comissão Externa para o Coronavírus, Doutor Luizinho (PP-RJ), quer de todas as formas propor um plano para ativar 1.350 leitos na rede pública do Rio, sendo 470 de CTI e 880 de enfermaria. O desafio é para eliminar as filas de pacientes infectados com a covid-19.

Ele sugeriu há dias remanejar pacientes com outras enfermidades, internados no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, o INTO, para um outro hospital que não realize tratamento da covid. Com isso, só no INTO, seriam cem leitos a mais de UTI e 250 de enfermaria. Mas o negócio não engrena... Sabe por que?

Pelo que a gente entendeu, mais uma vez a questão não é Saúde pública e sim, politicagem! É um tal de "Ah meu hospital é da esfera a, o meu é da b"...

Tá de sacanagem, né? Eu não acredito! A população morrendo com falta de leitos, de respiradores, o estado em colapso numa das maiores pandemias da história mundial e os nossos políticos de politicagem?

O INTO com estrutura para que mais leitos sejam destinados ao povo e vocês vão deixar passar? É isso mesmo?

Doutor Luizinho, que já foi secretário estadual de Saúde, afirma que seria, neste momento, uma das melhores saídas.

"Nós temos que usar os equipamentos e leitos que estão disponíveis no Rio de Janeiro. Eles precisam servir à população", conta Luizinho.

É só acompanhar o noticiário, minha gente... É morte atrás de morte, os números são assustadores e é preciso agir enquanto há tempo, se é que ainda tem tempo!

Parem com essa briga e escutem quem quer fazer algo pelo povo. Se comuniquem, se integrem!

Não importa quem vai levar os louros no final... É preciso ação!

 

TÁ BONITO

Domingo é Dia das Mães. E por causa da pandemia, o dia de muitas famílias vai ser bem diferente... Talvez falte aquele almoço, aquele abraço... Mas amor e luz não vão faltar!

Para que o dia não passe em branco, os profissionais de criação Fábio Maia, Léo Souza e Moisés Aben-Athar fizeram a #NoitedasMães.

Sabe aquele pisca-pisca de Natal que você tem guardado em casa? Então, a ideia é que todas as famílias no domingo, às 20 horas, iluminem as janelas e varandas!

"Há pouco tempo descobri que minha mãe tem Alzheimer. Ela está, a cada dia que passa, perdendo suas lembranças. Quero fazer essa homenagem para ela nunca mais esquecer", conta Fábio.

Por isso, se você me perguntou se tá feio ou tá bonito... Não há luz mais forte na vida do que o amor de mãe, e tenho dito!

PINGO NO I

Só de olhar o tamanho das filas da Caixa Econômica para retirada do auxílio emergencial, todo mundo já sabe... O povo precisa de dinheiro rápido! Mas muita gente não consegue sacar o auxílio por problemas nos documentos.

Por isso, o projeto "A Casa é Nossa", do Instituto Novo Brasil, que já concede de graça títulos de posse para moradores de comunidades há 14 anos, fechou parcerias para a legalização de documentos pessoais à famílias beneficiadas.

Uma moradora da Vila Kennedy, que faz bicos como faxineira, já conseguiu sacar os R$600 por estar com toda documentação em dia.

"Ter a posse da minha casa e os documentos em dia, já me trouxe muita segurança", contou a coluna.

Para que sua comunidade seja atendida pelo projeto, é preciso que a associação de moradores entre em contato com o instituto. Em seguida, uma palestra é marcada com a presidente do Novo Brasil, Sônia Andrade, para que tudo seja explicado.

Bora colocar o Pingo no I....

Se for pra facilitar a vida e dar dignidade ao povo, a gente tá dentro!

Comentários