Gestão pública nas mãos

Aplicativo possibilita moradores fazer solicitações de serviços com mais facilidade

Por O Dia

print aplicativo
print aplicativo -

Reclamar de algum problema no município onde você mora, via aplicativo instalado no celular, e receber um posicionamento da prefeitura já é realidade em algumas cidades do país. Em Mesquita, há nove meses o Colab, aplicativo de fiscalização popular, já é responsável por quase metade das demandas atendidas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos e tem mais de 3 mil pessoas cadastradas. A cidade é a primeira da Baixada a utilizar o aplicativo.

O Colab é onde as pessoas podem apontar a existência de um buraco em uma rua ou a iluminação deficiente. Em parceria com a prefeitura, essas queixas são direcionadas diretamente ao departamento responsável.

"Qualquer pessoa pode nos informar problemas que estão acontecendo em suas ruas e bairros. E dá para enviar foto também, melhorando a nossa percepção sobre a gravidade da situação e aproveitando esse feedback", garante o secretário Rholmer Louzada.

Para Josias Silva de Oliveira, 44, o aplicativo determinou o fim de suas idas à Ouvidoria. "É muito mais prático fazer isso pelo celular de onde eu estiver. Na hora que eu vejo um problema na rua eu já registro e mando direto", conta o morador da Coreia.

O sistema permite ainda que o morador acompanhe o andamento de sua reclamação ao gerar um protocolo.  

Como acessar

O acesso ao Colab pode ser feito pela internet ou aplicativo. Pelo navegador, basta acessar o endereço https://www.colab.re/BR/RJ/Mesquita e se cadastrar. Já o aplicativo pode ser baixado por telefones com sistema operacional Android ou iOS, a partir de uma busca pelo próprio nome "Colab".

A plataforma digital reúne problemas urbanos e possibilita que a população realize postagens sobre reclamações ou sugestões na gestão pública. Entre as categorias pré-definidas estão temas como entulho na calçada ou na rua, buracos nas vias, iluminação pública, esgoto a céu aberto, poda e retirada de árvore, maus-tratos a animais, sinal quebrado e bueiro entupido ou sem tampa, entre diversos outros.

Galeria de Fotos

print aplicativo Welber Conceição/ DIVULGAÇÃO
Morador da Coreia, Josias Silva de Oliveira, 44, usa o aplicativo para facilitar na hora de fazer solicitações Welber Conceição/ DIVULGAÇÃO
Josias Silva de Oliveira, de 44 anos, usa o aplicativo para facilitar na hora de fazer solicitações Welber Conceição/ DIVULGAÇÃO
print aplicativo FOTOS: Welber Conceição/ DIVULGAÇÃO

Comentários