Qualidade e afinação musical

Projeto social que usa instrumentos de plástico grava concerto em suas redes sociais

Por Aline Cavalcante

A Orquestra Tubônica utiliza o plástico como matéria-prima para a confecção dos instrumentos
A Orquestra Tubônica utiliza o plástico como matéria-prima para a confecção dos instrumentos -

A Orquestra Tubônica do Som Eu, projeto que promove aulas gratuitas de música clássica e popular em Duque de Caxias, se reuniu virtualmente para apresentar clássicos como Billie Jean, de Michael Jackson. Cada um em sua casa, os jovens tocaram seus instrumentos em um concerto que ficará disponível nas redes sociais do projeto.

O vídeo gravado pelos alunos é resultado das atividades do projeto que, em meio à pandemia da covid-19, estão sendo adaptadas para continuar remotamente, por meio de videoaulas ou conferências em aplicativos de mensagens.

Gustavo Fernandes, professor e maestro do grupo, foi quem orientou os alunos quanto a gravação. "Foi um processo desafiador e muito gratificante, pois continuamos nosso trabalho de engajamento da ressignificação mesmo de casa", conta.

ORQUESTRA TUBÔNICA - Divulgação

Rayssa Floriano, de 16 anos, que faz parte da formação musical, é uma das alunas que estão no vídeo. "Todos juntos, tocando a mesma coisa de diferentes lugares, foi algo bem legal de fazer. Tomara que o vídeo alcance outras pessoas e que possamos, de alguma forma, fazer com que elas se sintam felizes e com esperança".

O vídeo está disponível nas redes sociais do projeto no Facebook (facebook.com/projetosommaiseu),  Instagram  (@projetosommaiseu) e Youtube (Youtube.com/sommaiseu).

Instrumentos feitos de plástico

Um detalhe chama a atenção na orquestra: os instrumentos musicais são construídos a partir de materiais plásticos que seriam descartados. O chinelofone, os violinos e as flautas utilizados têm como base o PVC, material conhecido por sua aplicação em tubos e conexões de construção. Além disso, a percussão é adaptada com o uso de latões. Os instrumentos de sopro são feitos com garrafas de água.

A Orquestra Tubônica foi criada em 2017, a partir de parceria com a Braskem, empresa petroquímica com instalações em Duque de Caxias. A utilização de plástico como matéria-prima para os instrumentos contribui para o acesso à cultura, visto que barateia o custo do instrumento. Além disso, os participantes aprendem sobre os benefícios do plástico bem como o consumo consciente, a reutilização e a reciclagem do material.
"Este é um momento difícil para todos nós, mas acreditamos no poder transformador da cultura. A gravação do vídeo reforça a importância de ficar em casa e nos oferece a oportunidade de acompanhar o belíssimo trabalho de todos, de forma segura", afirma Flávio Chantre, gerente de Relações Institucionais da Braskem.
 
Música e inclusão social
ORQUESTRA TUBÔNICA - Divulgação
O Som+Eu é um projeto socioeducativo que promove aulas gratuitas de música clássica e popular para crianças e jovens de 6 a 19 anos, nos bairros de Campos Elíseos e Balneário Jardim Ana Clara, em Duque de Caxias. Há três anos a primeira unidade na cidade foi fundada e no ano passado a segunda foi inaugurada. O projeto já beneficiou mais de 700 crianças e jovens da Baixada Fluminense.

O objetivo do projeto é promover, por meio de uma ação sustentável e inovadora, a melhoria da qualidade de vida dos jovens atendidos, tirando-os, muitas vezes, de situação de vulnerabilidade social. Os responsáveis pelas crianças também são envolvidos no projeto e participam das atividades em conjunto.

 

Galeria de Fotos

A Orquestra Tubônica utiliza o plástico como matéria-prima para a confecção dos instrumentos Divulgação
ORQUESTRA TUBÔNICA Divulgação
ORQUESTRA TUBÔNICA Divulgação
ORQUESTRA TUBÔNICA Divulgação

Comentários