Carnaval da incerteza

Com preparativos atrasados e ainda sem saber se terá desfile em 2021, por causa da covid-19, agremiações seguem com o trabalho

Por O Dia

Beija-Flor de Nilópolis na Marquês de Sapucaí no Carnaval de 2020
Beija-Flor de Nilópolis na Marquês de Sapucaí no Carnaval de 2020 -

Sempre que acaba um desfile as escolas de samba já começam a pensar no próximo. Definir enredo, sinopse, fantasias e tantos outros detalhes que demandam tempo e muito trabalho antecipado. Com as atividades suspensas desde março, por conta do coronavírus, as agremiações têm tentado seguir o cronograma, na medida do possível, para não atrasar os preparativos. Apesar disso, há uma preocupação de que o Carnaval de 2021, seja duramente afetado pela covid-19.

Com a pandemia, os carnavalescos escreveram as sinopses, as escolas definiram enredo, mas tudo tem sido feito com reuniões virtuais por causa do isolamento determinado pelas autoridades de saúde. Muitos carnavalescos estão avançando nos desenhos de carros alegóricos e fantasias. Nesta época do ano, normalmente, acontecem os concursos de samba nas quadras, o que não será possível no atual cenário. O jeito foi se adaptar.

A Grande Rio já tem enredo definido: "Fala, Majeté! Sete Chaves de Exu". Será contada e cantada a força de Zumbi, a energia que circula por feiras e mercados, a alegria das noites, nos bares e cabarés, as folias e festejos carnavalescos, a arte que dialoga com Exu. O enredo vai mencionar, ainda, as provocações de Estamira, personagem que foi catadora do Lixão de Gramacho.

Os carnavalescos estão pesquisando e desenhando as fantasias e alegorias.  "Nossa maior preocupação hoje é a salvaguarda das vidas dos nossos componentes e colaboradores. O próximo carnaval vai ocorrer, seja ele quando for. Mas é lógico que nos preocupamos com os nossos profissionais, colaboradores e fornecedores que dependem do Carnaval para seu sustento. Aí reside o maior risco, caso o Carnaval de 2021 seja afetado", afirma o diretor de Carnaval, Thiago Monteiro.

Sobre os atrasos que a pandemia pode provocar,  ele afirma que "ainda não é tão impactante, mas é preocupante". E revela que "estariam em fase final de desmonte do Carnaval 2020 e já na produção dos protótipos das fantasias e inicio do projeto de alegorias para 2021".

Na Beija-Flor de Nilópolis, os integrantes têm feito o que podem. Em meio às mobilizações contra o racismo que se espalharam pelo mundo, o enredo da Azul e Branco  é "Empretecer o pensamento é ouvir a voz da Beija-Flor". A sinopse foi elaborada coletivamente e divulgada de forma  virtual, respeitando medidas de distanciamento social. 

Na Inocentes de Belford Roxo o tempo de isolamento social foi a oportunidade de renovar contratos e organizar a casa.  A escola contratou o carnavalesco Lucas Milato e está em fase final da pesquisa dos enredos. "Estamos preocupados com a possibilidade de não haver Carnaval em 2021, pois a renovação de contrato com o elenco gera um custo, assim como as pesquisas de materiais confecção do tema, manutenção do barracão de alegorias e da quadra de ensaios. Existe também, a questão de ser um evento cultural que o brasileiro aguarda o ano todo, mas estamos cientes que no momento o mais importante é salvar vidas evitando que a pandemia cresça", afirma o presidente da Caçulinha da Baixada, Reginaldo Gomes.

A Inocentes iniciou as alterações das estruturas dos carros alegóricos, contratação de profissionais e pesquisas de materiais. "Estamos trabalhando normalmente, para não sermos pegos de surpresa", diz Reginaldo.

Para o próximo desfile a Unidos da Ponte afirma que vem se preparando normalmente. A agremiação tem anunciado constantes mudanças  e novidades, como o retorno da ala das crianças. Em nota, disse que "até o momento, a orientação da Lierj, liga que comanda a série A, é que o calendário oficial do Carnaval 2021 não teve nenhuma alteração ou possível adiamento".

Marcada por escolher temas ligados às religiões de matriz africana, a Ponte resolveu apostar na história da religiosa nascida em Salvador, na Bahia, que foi canonizada e recebeu o título de Santa Dulce dos Pobres. O enredo tem o título 'Santa Dulce dos Pobres - O Anjo Bom da Bahia'. "Tínhamos outros temas elaborados, mas achamos que pelo momento que vivemos a melhor opção seria homenagear este ser de luz", conta o carnavalesco Guilherme Diniz. 

Pistas e enigmas do enredo

Lucas Milato começou no trabalhar com Carnaval em 2010. O carnavalesco já foi desenhista da Inocentes - Estefan Radovicz
Imagens com pistas do enredo da Inocentes - divulgação
Imagens com pistas do enredo da Inocentes - divulgação
Imagens com pistas do enredo da Inocentes - divulgação

Lucas Milato, carnavalesco da Inocentes de Belford Roxo, resolveu entrar na brincadeira da adivinhação e vem dando dicas, com fotos e textos, sobre o enredo que a agremiação levará para a Marquês de Sapucaí, no próximo Carnaval. Três temas estão sendo analisados: o primeiro uma cidade brasileira, o segundo sobre uma personalidade e o terceiro uma cerimônia religiosa.

"Resolvi brincar com o imaginário das pessoas de uma forma saudável e ao mesmo tempo chamar a atenção para o nosso tema que será inédito na passarela. O resultado tem sido muito legal, tem muita gente arriscando um palpite. Em tempos de pandemia temos que usar a criatividade, como algumas coirmãs vem fazendo para anunciar seus enredos", afirma o carnavalesco.

Os desenhos e o texto revelam o que será contado na Marquês de Sapucaí. Já foram divulgadas três dicas: A primeira figura apresentada foi um relógio marcando meia-noite, a segunda um búfalo e a terceira um espelho. "Pretendo colocar os símbolos às segundas e quintas-feiras, nas minhas redes sociais e da escola, até o anúncio. Enquanto isso vamos brincando de adivinhar", diverte-se Lucas.

O título do enredo será anunciado no Facebook (@inocentes.original), no dia 11 de julho, data do 27º aniversário da escola.

Galeria de Fotos

Beija-Flor de Nilópolis na Marquês de Sapucaí no Carnaval de 2020 Daniel Castelo Branco
2020-02-25 - CARNAVAL 2020 - Desfile da Beija Flor -Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor é uma escola de samba do município de Nilópolis que em 2020 veio com enredo: "Se Essa Rua Fosse Minha." Carnavalescos: Alexandre Louzada e Cid Carvalho. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco
2020-02-25 - CARNAVAL 2020 - Desfile da Beija Flor -Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor é uma escola de samba do município de Nilópolis que em 2020 veio com enredo: "Se Essa Rua Fosse Minha." Carnavalescos: Alexandre Louzada e Cid Carvalho. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia Daniel Castelo Branco
2020-02-25 - CARNAVAL 2020 - Desfile da Beija Flor -Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor é uma escola de samba do município de Nilópolis que em 2020 veio com enredo: "Se Essa Rua Fosse Minha." Carnavalescos: Alexandre Louzada e Cid Carvalho. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia DANIEL CASTELO BRANCO
Grande Rio, escola de Duque de Caxias, conquistou o segundo lugar no Carnaval de 2020 Luciano Belford/Agência O Dia
Marta foi a grande homenageada da Inocentes Ricardo Cassiano
Carnaval 2020 - Desfile da Escola de Samba do Grupo da Série A, G.R.E.S Unidos da Ponte, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no centro da cidade do Rio de Janeiro neste sábado(22). Foto: Cleber Mendes/Agência O Dia Cleber Mendes/Agência O Dia
Coreógrafo da Beija-Flor tem se dedicado à confecção de máscaras Divulgação

Comentários